Pais preocupados somente com a aparência dos filhos

Excesso de zelo na aparência dos filhos

Com a sociedade atual, a característica mais valorizada, seja em crianças, adolescentes ou adultos, é a beleza externa. E essa obsessão por pessoas bonitas afetou os pais que, por qualquer "imperfeição" nos filhos, procuram um médico para tentarem melhorá-la.

De acordo com o médico da MBA Pediatria, Dr. Sylvio Renan Monteiro de Barros, tal fato está relacionado ao excessivo valor dado à beleza física pela mídia internacional, valorizando apenas o "belo", agora considerado o certo, em detrimento do "feio", agora o errado.

O especialista comenta que entre as queixas comuns dos pais estão orelhas de abano e as verrugas dos filhos. E a gravidade está no fato de que a preocupação é puramente estética, não tendo relação alguma com as complicações que essas imperfeições podem trazer.

"A idolatria massiva dos valores estéticos, em detrimento dos valores morais, está levando todos a terem uma ideia errada do belo. A beleza preconizada pela mídia é uma beleza artificial, rara e muitas vezes irreal, pois sofre correções (photoshop, botox, cirurgias plásticas, etc), diz".

Se os pais insistem muito na ótima aparência dos filhos, estes acabam assimilando isso de modo que, se não conseguirem ficar bonitos, a autoestima cai. "Obviamente a criança, não se enquadrando neste estereótipo, o que lamentavelmente corresponde à maioria das crianças, passa a se sentir diminuída, postergada, desprotegida", comenta o pediatra.

Muitas vezes, tal obsessão pela beleza pode estragar a infância dos pequenos: "Não acredito que possa ‘tirar’ a infância, mas sim transformar este período de formação numa lembrança negativa", diz o doutor.

Além de prejudicar o pensamento e formação do filho, os pais acabam passando ensinamentos equivocados, já que os pequenos crescem aprendendo a valorizar e a gostar somente das pessoas bonitas, magras e dentro da moda, esquecendo de se importar com seus sentimentos, dignidade e valor.


"Tenho repetido para estes tipos de pais o trecho de Gibran Khalil Gibran: ‘Os vossos filhos não são vossos filhos. São os filhos e as filhas da vida que anseia por si mesma. Eles vêm através de vós, mas não de vós. E embora estejam convosco não vos pertencem. Podeis dar-lhes o vosso amor, mas não os vossos pensamentos, pois eles têm os seus próprios pensamentos’", aconselha Sylvio.

Por Caroline Belleze Silvi (MBPress)

Comente