Obrigar seu filho a "limpar o prato" pode não ser uma boa ideia

Deixar que o pequeno escolha pode ser uma saída
criança-comida

Foto - Shutterstock

Não pode comer sobremesa enquanto não comer tudo. Coma os legumes. Pare de brincar com a comida! Quantas dessas frases você já disse ao seu filho, na tentativa de fazê-lo comer tudo?

Pois saiba que obrigar seu filho a "limpar o prato" pode incentivá-lo a fazer exatamente o contrário - principalmente quando o assunto é alimentos saudáveis. Quem nunca ofereceu verduras em troca da sobremesa? Isso só deixa o pequeno com mais vontade de comer o doce e menos vontade ainda de comer os legumes. É como se o verde do prato fosse o vilão, culpado por não deixá-lo consumir a deliciosa sobremesa.

Além disso, as crianças possuem mecanismos que mostram quanto estão satisfeitas - então se ele já deixou a comida de lado provavelmente é porque está cheio.

De acordo com o pesquisador Universidade de Cornell, Brian Wansink, autor de estudos sobre a alimentação das crianças, os pequenos ainda estão experimentando sabores, educando seus paladares, entendendo o quanto de comida cabe no prato para encher sua barriga. "É natural que eles cometam alguns erros e peguem um alimento que não gostam ou coloquem demais no prato", explica. "O que é menos natural é que eles sejam obrigados por seus pais a comer os seus ‘erros'."

Então não se preocupe tanto se da próxima vez o seu filho não quiser comer tudo o que colocou no prato. Cerca de 40% do que as crianças escolhem para comer acabam indo para o lixo (diferente de um adulto que costuma consumir pelo menos 90%).

Uma boa saída para que eles continuem ingerindo todos os nutrientes é dividir as refeições entre salada, prato principal e sobremesa. Assim eles não se assustam tanto com a quantidade de comida no prato e acabam comendo um pouco de tudo.

Cabe aos pais apresentar os alimentos igualmente e deixar que as crianças experimentem e descubram o que gostam e o que não gostam.


Por Tissiane Vicentin

Comente

Assuntos relacionados: alimentação infantil