O que é normal sobre a masturbação infantil?

crianças

Foto - Shutterstock

Sim, os pequenos de 4 a 8 anos também se masturbam. Se assustou? Bom, vamos explicar: a masturbação infantil não é maliciosa, como os adultos fazem, mas também provoca prazer e relaxamento nos pequenos. Apesar de ser um tabu e pouco conhecida, a atitude ajuda as crianças a conhecerem o seus próprios corpos.

Recorrendo a Freud, a psicanálise explica que as crianças tendem a explorar o próprio corpo desde que saem da barriga da mãe - no sentido mais puro da palavra "curiosidade". Isso não significa que tudo o que a criança vê é sinônimo de sexo, mas é o significado de um autoconhecimento. Você já percebeu que os pequenos tendem a por as mãos e bocas para conhecer as coisas? Pois bem, assim ocorre também com o reconhecimento do corpo na infância.

As crianças tocam o próprio corpo para conhecer as regiões - como uma confirmação sobre o que cada parte faz, como e de que maneira. Vamos lembrar que a curiosidade é o motivador dos pequenos, afinal, tudo é novo, até mesmo o próprio corpo! De acordo com os especialistas, as crianças tocam as regiões para saber quais são as reações, assim, conseguem distinguir o que as trazem prazer - vamos reforçar que isso não tem nada a ver com prazer sexual, está ligado à satisfação de puro relaxamento.

Meu filho (a) se tocou em público, e agora?!

Algumas mães já passaram por situações, onde os pequenos tenham se tocado em público. Isso é natural, já que para eles o mundo ainda é igual e privacidade é apenas um nome muito estranho. No caso de ter passado por essa situação e a criança já ter 6 a 8 anos, o ideal é conversar sobre o que é possível fazer perto das pessoas e o que deve ser mantido privado. Caso os pimpolhos ainda sejam bem menores, o ideal é mostrar para a criança visivelmente que aquela atitude pode ser feita apenas a só.

Só tome cuidado para não reprimir a criança. Vamos lembrar que eles crescem e a reação dos pais pode se tornar um trauma no futuro. Busque por um especialista para saber passar as informações de maneira mais leves e fáceis dos pequenos entenderem.

leia também


Por Caroline Sarmento

Comente