Novas Famílias

Sabe aquele comercial de margarina (papai + mamãe + dois filhos contentinhos), que crescemos vendo nos breaks televisivos? Aquele, que de tão freqüente e repetitivo, passou a ser usado como uma expressão: “família de comercial de margarina”? A mesma família “modelo-de-felicidade” que vemos, a todo tempo, nos comerciais de bancos, cartões de crédito, produtos de limpeza e tantos outros? Pois é, ainda faz todo sentido, sim. Segundo o IBGE, metade das famílias brasileras são compostas por pai, mãe e filhos. Mas, e a outra metade?

As famílias estão em transformação. Os modelos tradicionais se abrem, mais e mais, às novas configurações, que geram novos comportamentos, que geram novas demandas.

As mesmas pessoas, em novas situações. Mães que vivem sozinhas com seus filhos, amaldiçoarão cada lâmpada queimada. Homens que acolhem seus filhos em suas novas casas, finalmente perceberão que lençóis limpos não se reproduzem no armário.

Interessante será se pudermos ver, com mais freqüência, as famílias e, sobretudo as mulheres, retratadas na publicidade de formas menos convencionais.

Uma a Uma é uma empresa de inteligência de mercado especializada no público feminino. As sócias e colunistas do Vila Mulher, Denise Gallo e Renata Petrovic, ajudam a entender melhor e desvendar as várias faces da mulher contemporânea.Contato: umaauma@umaauma.com.br

Comente