Maternidade Exacerbada

É incrível como alguns temas geram polêmicas e provocam discussões fervorosas. Pois é, falar sobre os prazeres e desprazeres da maternidade é um desses assuntos. Mas o que é mais surpreendente é saber que o que gera mais polarização é quando alguém assume apenas um dos lados da maternidade, seja ele o prazer ou o desprazer. E foi exatamente isso que fez a atriz Maria Mariana, em seu livro "Confissões de Mãe", lançado recentemente pela Agir Editora.

Em seu livro, Maria retrata a maternidade de forma absolutamente própria, colocando foco no lado cor de rosa, demonstrando um enorme deslumbramento com a "tarefa" de ser mãe e mostra abertamente seu lado dona de casa. Sem vergonhas nem disfarces. É o jeito dela e pronto. Frases do tipo "a maternidade é uma excelente terapia", "a mulher precisa ser mãe entre os 20 e 30 anos" ou "a maternidade é a melhor escola para a mulher ser feliz", provocaram grande ira por parte de boa parte das mães e mulheres que não se identificam, em nada, com essas afirmações. E ela não para por aí e expressa sua opiniões também defendendo qual deve ser a postura da mulher nos dias de hoje.

"Quando você encontrar uma cueca usada do marido no chão, ao lado do cesto de roupas, agradeça a Deus a oportunidade de aumentar a paciência, evoluir", essa é mais uma das bombásticas citações que constam em seu livro.

Claro, Maria Mariana tem recebido inúmeras críticas por sua posição em seu blog. Independente de eu concordar ou não com as opiniões de Maria Mariana, o que me choca é a postura das pessoas diante de opiniões que fogem do que se espera. Pensar diferente é motivo de choque e indignação. Parece que todo mundo tem o direito de se meter, criticar ou tentar mudar o jeito de ser de alguém caso ele fuja do que se espera.

Ao fazer uma breve pesquisa em seu blog (http://confissoes10anosdepois.blogspot.com/) fiquei chocada com tantas críticas ao jeito de ser da Mariana. A Adriana, de SP, por exemplo, coloca o seguinte comentário no blog: "Sempre admirei seu trabalho no meu tempo de adolescência... agora mãe, depois que li sua entrevista ... fiquei frustada...A Terapia que vc fez ... a maternidade lhe transformou em uma pessoa Julgadora."


Quero deixar apenas registrado que, não sei se concordo ou não com as colocações da Maria Mariana, mas sinceramente, a vida é dela e não tenho nada a ver com isso!

Cecília Russo Troiano é psicóloga, sócia-diretora da Troiano Consultoria de Marca e autora do livro "Vida de Equilibrista". Casada e mãe de 2 filhos, ela afirma que é mãe equilibrista, vive sua vida tentando equilibrar "pratinhos". Email - cecilia@troiano.com.br Venda do seu livro pelo site www.vidadeequilibrista.com.br

Comente