Mãe de 50 filhos

Mãe de 50 filhos

Foto: divulgação

Já imaginou criar 50 filhos? Pois a história de uma mulher muito corajosa que fez isso, virou livro. A autobiografia de Flordelis, que tem o mesmo nome, conta como é a vida de quem tem se dedicado a resgatar dezenas de crianças de situações de risco ou exclusão.

No clima do Dia das Mães, Flordelis dá uma entrevista e fala de amor, dedicação e fé.

Qual a sensação de ser mãe de cinquenta filhos?

Maravilhosa! Inexplicável! Eu me sinto realizada pela família que tenho.

Como é comemorar o Dia das Mães a cada ano?

O que mudou é que, com o passar de cada ano, a união foi ficando mais forte e concreta. O Dia das Mães é um momento muito bom porque é a comemoração em que todos sempre estão juntos, inclusive os casados, que não moram mais comigo. São cinquenta abraços, cinquenta beijos.

Desde quando você se sentiu preparada para ser mãe?

Foi com a experiência. Antes de acontecer, nunca tinha me imaginado sendo mãe, menos ainda de tantas crianças, cinquenta filhos. Foi simplesmente acontecendo.

Em algum momento pensou que não conseguiria cuidar de tantas crianças?

Pensei, sim, muitas vezes. Pensei que não daria conta do recado, mas não desisti nunca. Em certa época, cuidei de quatorze bebês de uma só vez. Foi muito difícil, mas com o passar do tempo, fui pegando prática e amei a experiência!

O que, para você, foi o mais importante e que a fez acreditar que estaria onde está hoje: com saúde, com cinquenta filhos, muitos deles crescridos, e sendo presidente de um instituto que cuida de outras duzentas crianças?

Minha fé, sempre tive muita fé! Meu pai me ensinou a ser assim, a sempre acreditar. Ele costumava dizer: "Se você acredita, você consegue. No fim, tudo vai dar certo!"

Qual sua intenção ao divulgar sua história às pessoas por meio do livro?

É fazer com que as pessoas não se deixem abalar pela derrota, que lutem para alcançar os objetivos. Assim como eu fiz.


Tem alguma mensagem que gostaria de mandar para as mães?

Que não abram mão de seus filhos e nunca deixem de lutar por eles. Ainda que passem por problemas graves, como vício em drogas ou criminalidade, digo que as mães gritem se for preciso gritar. Não existe ex-filho, ele nunca deixará de ser um filho.

O livro, da editora Thomas Nelson Brasil, custa R$ 24,90.

Comente

Assuntos relacionados: filhos crianças mães livro dia das mães