Lições de vida - pais promovem a inclusão dos filhos através do esporte

Lições de vida entre pais e filhos

Karolina Cordeiro e Pedro no Circuito de Corridas em Uberlândia Foto: Reprodução

Os pais nunca medem esforços para realizar os sonhos dos filhos, independente de quão desafiadores eles sejam. Recentemente, aqui no Brasil, Karolina Cordeiro comoveu a muitos ao participar de um Circuito de Corridas, que aconteceu em Uberlândia. Na companhia de seu filho, Pedro, de cinco anos, que tem a síndrome de Aicardi-Goutières, a atleta percorreu cinco quilômetros em 34 minutos.

Essa foi a primeira vez que mãe e filho competiram. Assim que passou a linha de chegada, a emoção tomou conta de Karolina que acreditou ter cumprido seu dever.

"Foi muito emocionante. Foi a primeira corrida dele e minha juntos em uma prova onde tinha gente. E cada minuto foi um parto. Eu lembrei da vida dele toda e ele é um vencedor", relatou ela, em entrevista ao Globo Esporte.

Para Karolina, a medalha do filho já está esperando por ele, pois o menino é um campeão. "Pedro não precisa chegar primeiro. O importante é chegar e ele vai chegar lá! Isso é para ele, eu corro por ele. Não importa o tempo. O meu tempo é o tempo dele", afirmou.

Pais experientes

Lições de vida entre pais e filhos

Rick van Beek Foto/Reprodução

Rick van Beek, 39 anos é uma referência de dedicação e amor à filha, Maddie, de 13 anos, que tem paralisia cerebral. A deficiência foi diagnosticada quando a menina tinha apenas dois meses de vida.

Desde que parou de fumar, em 2008, Rick dedica-se ao triatletismo, mas o que há de mais bonito nessa história é que ele leva a menina a todos os treinos e competições. Juntos já participaram de 70 provas do tipo, envolvendo corrida, natação e ciclismo.

Em entrevista ao jornal "Midland Daily News", ele disse que completa as provas acompanhado da filha, pois a menina adora ficar ao ar livre. "Ela é como um bebê de três meses e uma das poucas coisas que sabemos é que ela gosta de ficar fora de casa, na água, sentindo o vento em seu cabelo e em seu rosto."

Para a corrida e bicicleta, van Beek a leva em um carrinho adaptado. Na parte em que precisa nadar, ele a puxa por um caiaque. Já nas horas em que necessita mudar entre uma modalidade e outra, ele a carrega no colo.

Sua atitude, além de emocionar muitas pessoas tornou-o "pai do século" de acordo com a publicação. "Ela é meu coração e eu sou as pernas dela, mesmo que um dia ela não possa estar mais comigo fisicamente, estará sempre no meu coração, me alegrando", contou Rick.

Esse gesto de amor já tinha sido visto em Massachusetts, nos Estados Unidos. Rick Hoyt é deficiente desde o nascimento, pois ao nascer o cordão umbilical ficou preso ao seu pescoço, o que o fez perder oxigênio no cérebro.

Lições de vida entre pais e filhos

Dick Hoyt Foto/Reprodução

Para se comunicar ele utiliza computador especial comprado pelos pais. Foi dessa forma que o casal descobriu a paixão de Rick pelos esportes. Assim, Dick Hoyt formou ao lado do filho o "Team Hoyt" (Equipe Hoyt). Aos 12 anos, Rick, na companhia do pai, participou pela primeira vez de uma corrida beneficente de cinco milhas, em 1977.

Até junho de 2005, o Team Hoyt participou de um total de 911 eventos, incluindo 206 triatlos (seis deles competições Ironman Triathlon), 20 duatlos e 64 maratonas, além de 24 maratonas de Boston consecutivas. Juntos pedalaram e correram uma jornada de 3.735 milhas realizada em 45 dias, promovida nos Estados Unidos, em 1992.

Por Stefane Braga (MBPress)

Comente