Lancheira escolar e obesidade infantil

Lancheira escolar e obesidade infantil

As crianças estão de férias. Então é hora de reavaliar alguns hábitos para que, na volta às aulas, seu filho tenha uma rotina mais saudável.

É só lembrar o que tinha dentro da tradicional lancheira escolar na nossa época de criança para perceber que frutas e lanches feitos em casa são raridade na merenda dos pequenos de hoje. Culpa dos pais? Em parte sim, pois muitos acham mais prático rechear as lancheirinhas com alimentos industrializados comprados em supermercados ou então preferem até dar dinheiro para a compra do lanche na cantina, que na maioria das vezes não oferece opções saudáveis.

Mães do meu Brasil, saibam que, estudos feitos pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj), revelam que o índice de obesidade infantil dos brasileiros está se aproximando dos níveis encontrados nos Estados Unidos, número 1 do ranking, onde 15% dos adolescentes estão obesos. No Brasil, o índice de obesidade infantilchegou a 11,7% segundo o estudo.

Segundo o cardiologista Raul Dias dos Santos, diretor da Unidade Clínica de Lípides do InCor - Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da FMUSP, e autor do livro “Derrube o Colesterol”, a saída adotada pelos pais é prática, mas também perigosa.

“Uma alimentação balanceada é fundamental em todas as fases da vida, mas talvez seja ainda mais importante durante o período de desenvolvimento escolar. Salgadinhos, hambúrgueres e refrigerantes estão entre os principais causadores da obesidade infantil e, conseqüentemente, da elevação do colesterol das crianças que os consomem. É preciso que os pais, desde cedo, estejam atentos a isso”, analisa Dr. Raul.

Confira opções saudáveis, feitas em casa, para o lanche dos seus filhos: Suco energético de uva, sanduíche de peito de peru e Muffin de chocolate.

Comente

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?