Jovens discutem questões ambientais da Rio + 20

Jovens discutem questões ambientais na Rio  20

Foto Divulgação

Antes mesmo do início da Rio + 20, que acontece entre 13 e 20 de junho, os jovens antenados já fizeram sua participação nas discussões com relação ao futuro do Planeta, durante o Congresso da Juventude, ocorrido entre 4 e 12 de junho, e a Youth Blast - Conferência de Jovens para a Rio + 20, organizada pelo Grupo de Interesse da criança e Jovens da Comissão de Desenvolvimento Sustentável da ONU, realizada entre 7 e 12 de junho.

Como serão os mais afetados com as decisões tomadas hoje pelos governantes com relação ao futuro da Terra, jovens do Brasl e do Mundo se encontraram para discutir que sejam efetivados compromissos e acordos entre os governos durante a Rio + 20.

A ação Juventudes na Rio+20 promove o protagonismo dos jovens, que passam de espectadores das decisões tomadas pelos governos, a participantes ativos de uma construção política que pertence a todos.

Também é considerada estratégica a inclusão da juventude no movimento da ONU de criação dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), um avanço em relação aos Objetivos do Milênio. A ação, em rede e com as redes, é uma realização da Secretaria Nacional da Juventude (SNJ), Conselho Nacional da Juventude (Conjuve) e Escola de Comunicação da UFRJ.

Participam diretamente da ação Juventudes na Rio + 20 cerca de 100 jovens das redes parceiras que farão a cobertura colaborativa dos debates, presencialmente e pelas redes sociais, e participarão ativamente das discussões sobre meio ambiente, justiça social, bens comuns, durante a Rio+20 e seus eventos preparatórios.

Entre eles esteve o estudante secundarista de Praia Grande, Anderson Teixeira, que faz parte do Parlamento Mirim Federal, esteve na Youth Blast no final de semana prolongado, participando de palestras acerca da posição do Brasil na Rio + 20, sobre o cenário geral da Cúpula dos Povos e todos os eventos paralelos relacionados com o tema Juventude e Sustentabilidade Socioambiental. Eventos de preparação para a Conferência.


"Foi muito interativa a participação da Juventude pois visualizamos que nós é que estamos com a ‘bomba’ nas mãos, o que for decidido pelos governantes nos afetará muito mais do que a eles, nós é que faremos a economia daqui a alguns anos e qualquer atitude e decisão afetará diretamente as nossas carreiras, a nossa visão de mundo", observou o estudante.

Segundo Anderson, a conclusão das discussões do final de semana foi que o medo dos governantes pela palavra "sustentabilidade" está atrelado à desaceleração da economia e falta de oportunidades.

Por Carmem Sanches

Comente

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?