Jogos violentos tornam adolescentes menos agressivos, afirma pesquisa

Ao contrário, eles podem até diminuir a agressividade de jovens
videogame-violencia

Foto - Shutterstock

Ao contrário do que muitos podem achar (e que até alguns estudos sugerem), jogos violentos não deixam os jovens mais violentos. Pelo contrário, esse tipo de game pode até diminuir a agressividade dos adolescentes.

Isso é o que mostra um estudo realizado por pesquisadores da Stetson University, na Flórida. Os especialistas compararam o histórico de filmes violentos lançados entre 1920 e 2005 e a taxa de assassinatos do mesmo período. Também foram comparados o número de adolescentes que jogavam games para PCs e para consoles com classificação de 18 anos e a taxa de violência entre adolescentes nos anos 2006 a 2011. 

O que foi identificado é que a correlação entre um e outro é praticamente nula. Além disso, nos anos 1900, a relação entre violência e jogos era inversamente proporcional: ou seja, o consumo de games violentos aumentou, mas o número de homicídios diminuiu.

De acordo com Christopher Ferguson, da Stetson University, "a sociedade possui um montante limitado de recursos e atenção para dedicar à redução da criminalidade".

"Há o risco de, ao identificar o problema errado, como a violência em mídias, distrair a sociedade de preocupações mais urgentes como a pobreza, disparidades educacionais e profissionais e saúde mental", disse ele. "Essa pesquisa pode ajudar a sociedade a focar nas questões que realmente importam."


Por Tissiane Vicentin

Comente

Assuntos relacionados: videogame jogos virtuais