Gesto de coração vira mania entre adolescentes

Gesto de coração vira mania

Quando faltam as palavras, nada melhor do que recorrer aos gestos. E na hora de declarar sentimentos nobres por alguém o que mais se vê por aí são pessoas juntando as mãos em formato de coração.

Essa manifestação de carinho está em todos os lugares: na relação entre fã e ídolo, na comemoração de um gol e na internet (por meio dos algarismos "S2"). Até alguns beijinhos no rosto entre amigos foram substituído pelas mãozinhas em forma de coração.

Quem parece ter iniciado esse movimento foi a cantora country Taylor Swift, há mais ou menos dois anos. Em entrevista ao jornal "The New York Times" a moça que é ídolo dos jovens americanos declarou: "Queria dizer para eles repetidamente que os amo, mas às vezes a coisa mais simples era fazer um sinal com as mãos." Aqui no Brasil, quem enlouquece os jovens com o famoso gesto é o fenômeno teen Restart. E os seus integrantes não são nada comedidos. Em vez de juntarem as duas mãos, dois integrantes da banda formam o coração unindo os braços.

Mas como tudo na vida dos adolescentes é efêmero, pode ser que amanhã este gesto já tenha caído no esquecimento. "Os jovens podem achar o gesto piegas e deixar de usar", lembra à revista Época Diana Luz, pesquisadora da Universidade de São Paulo (USP) que estuda os sentidos da gestualidade.

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente