Fun Food - refeições saudáveis mais divertidas para a criançada

Fun Food  refeição saudável e divertida

Foto: Reprodução site familyfreshmeals.com

Com a obesidade infantil crescendo de maneira desenfreada, pais e educadores estão cada vez mais preocupados com os hábitos alimentares das crianças. Como grande auxílio temos o chamado "Fun Food" que chama a atenção das crianças para uma comida mais saudável.

Quando apresentamos às crianças pratos mais coloridos evitamos a monotonia. A criança descobre novos alimentos, texturas e sabores. "Um prato de cores variadas significa variedade e número maior de nutrientes importantes para o funcionamento adequado do organismo", afirma a nutricionista Dra. Pollyana Ayub.

Para que uma refeição seja considerada completa, é essencial que contenha alimentos dos três principais grupos: energéticos, construtores e reguladores. "Os energéticos, como o próprio nome diz, são aqueles que fornecem energia para o corpo (para brincar, correr, pensar, estudar, falar). São as principais fontes de carboidratos: pães, massas, farinhas, biscoitos, batata, mandioca, inhame", explica a nutricionista do Clubinho Carambola, Dra. Débora Donio.

Os construtores são alimentos que favorecem a formação dos tecidos, o que é muito importante na fase de crescimento, quando ossos, pele, músculos e órgãos internos estão constantemente passando por transformações. Neste grupo estão as fontes de proteína: carnes, aves, peixes, ovos, feijões, leites e derivados.

"Fontes principais de vitaminas, sais minerais e fibras, os alimentos reguladores participam das reações químicas e garantem um equilíbrio no funcionamento do organismo. Além disso, colaboram na digestão e fortalecem o sistema imunológico contra infecções. Este grupo é formado pelas frutas, verduras e legumes", informa Dra. Débora.

As nutricionistas deram algumas dicas sobre como incentivar as crianças a terem uma refeição saudável:

- Dê o exemplo. Antes de tudo, as crianças aprendem observando. Como você pretende convencer um filho a consumir hortaliças se papai e mamãe não o fazem? É muito importante que toda a família mantenha hábitos saudáveis, desta forma a criança entenderá melhor a importância e aquilo fará parte do seu dia a dia naturalmente.

- Permita que a criança participe do processo. Ajudar a mamãe a preparar o jantar pode estimular a criança a consumir aqueles alimentos.

- Capriche no visual dos pratos. Não, comida não é brinquedo, mas um prato com olhos de ovos cozidos, nariz de ervilha, um sorriso de cenourinhas e cabelos de arroz e feijão com certeza vai fazer sucesso na hora do jantar. Também dá pra ser criativo na hora dos lanches com simples cortadores de biscoitos para dar novos formatos aos sanduíches básicos.

- Não esconda os vegetais. Os pais acabam usando este artifício para ficarem com a consciência tranquila, mas desta maneira a criança não aprende a apreciar o real sabor destes alimentos. Nada impede de fazer um arroz colorido ou uma sopa de legumes reforçada, mas é importante que a criança conheça cada legume separadamente para desenvolver um paladar mais abrangente.

- Procure incluir legumes e verduras também nos lanches. Um sanduíche de atum com cenoura e beterraba raladas fica bem mais colorido e atraente. E que tal uma minipizza de queijo com tomate e manjericão fresco?

- Invista nas miniaturas. Os pequenos vegetais costumam fazer muito sucesso: minimilhos, cenourinhas, tomate cereja, ervilhas.

- Não entregue os pontos! Se seu filho perceber que, ao dizer não a um alimento nunca mais ele aparece à mesa, ele descobriu seu ponto fraco. Portanto, teste novas receitas com o mesmo legume e se ele não gostar de nenhuma, respeite. Nada impede que depois de alguns meses você tente mais uma vez. O paladar das crianças modifica-se constantemente e algo que ele não gosta agora pode se tornar seu prato preferido no próximo ano.


- Tenha momentos divertidos nas refeições. Crie algum jogo de perguntas, ou sugira que seus filhos deem apelidos engraçados para os alimentos que estão à mesa. Mesmo que os nomes não sejam sempre muito agradáveis, esta é uma maneira da criança se comunicar com a comida.

Se você quer surpreender seu filho com um prato todo decorado e divertido, Dra. Débora Donio ensina duas receitinhas:

Ratinho: corte uma tampinha da clara do ovo cozido e recorte para dar formato às orelhas (encaixadas em cortes feitos no ovo). "Cole" com cream cheese ou requeijão os bigodinhos de cenoura. Os olhos são duas sementinhas de linhaça. Finalize com um fio de espaguete para o rabo.

Salada de borboletas: este é muito fácil e não exige tempo. Basta usar fatias finas de tomate cortadas ao meio e um palitinho de cenoura para o corpo.

Por Flávia França (MBPress)

Comente