Festas Juninas: cuidados com as brincadeiras perigosas

[img=1]

Com a chegada do período de festas juninas, o Corpo de Bombeiros faz um alerta sobre os riscos de brincadeiras que podem acabar em tragédia, como soltar balões ou brincar com fogos de artifícios ou em fogueiras. Os pais devem orientar seus filhos para que não corram riscos com nenhuma dessas brincadeiras perigosas.

Nesta época do ano, ocorrem cerca de 1 milhão de acidentes com queimaduras no Brasil, destes, aproximadamente 200 mil são notificados pelos hospitais e 10 mil se tornam vítimas. Das pessoas atendidas anualmente, 40% estão na faixa entre 3 a 12 anos de idade, por isso toda atenção dos pais é imprescindível.

Além disso, o clima, com a baixa umidade relativa do ar e a temperatura característica do período, também contribui para aumentar os riscos de queimadas, pois ocasionam a desidratação da vegetação, facilitando os incêndios em matas e florestas, bem como em áreas urbanas.

Ainda com relação aos balões, a Lei nº 9.065, de fevereiro de 1998, conhecida como a Lei de Crimes Ambientais, considera crime não só soltar balões, como também fabricar, vender ou transportar. A pena prevista é de detenção de um a três anos ou multa, ou ambas as penas, cumulativamente.


O ideal é substituir a diversão com fogos, balões e fogueiras por outras mais saudáveis, como as brincadeiras tradicionais: pescaria, derrubar garrafas plásticas com bolas de borracha ou acertar argolas nas garrafas, que fazem a alegria de todos sem riscos.

Por Carmem Sanches

Comente