Festa infantil em casa

festas infantis em casa

Criança adora uma festa. Elas vivem contando os dias para a chegada de aniversários, especialmente o delas mesmas, ansiosas pelos docinhos e amiguinhos para brincar. E as mães e pais corujas estão sempre tentando atender às expectativas de seus pequenos.

Para meninos e meninas, datas importantes não podem passar em branco. Por isso, até aquele bolinho só com pessoas mais íntimas está valendo. Uma festa em casa com amiguinhos da escola ou aquela festa enorme, com familiares e amigos, mesmo dando mais trabalho do que em um buffet, são sempre mais aconchegantes e inesquecíveis.

"Quando alguém decide dar uma festa, precisa fazer duas perguntas básicas: qual é o meu orçamento e quantas pessoas serão convidadas", explica a empresária Neire Maranah, da NDR Eventos, de São Paulo. Só assim será possível escolher o melhor tipo de comemoração.

Se a intenção é fazer uma coisa mais simples, com poucos convidados, a boa pedida é o bom e velho bolinho em casa para apenas a família e os mais íntimos. Neire sugere que os pais contratem uma doceira. "Muitas delas vendem kits para 10 ou 20 convidados, algumas entregam em casa e mandam até os descartáveis. Isso é bem prático e poupa os pais, que trabalham fora na maioria das vezes".

Para quem está pensando em convidar os parentes, amigos e vizinhos e fazer uma mega festa em casa, a dica é ter suporte para vários públicos. "A primeira coisa a se pensar é se existe espaço na casa para o número de convidados esperado. A segunda é verificar se a casa tem pelo menos dois ambientes, um para as crianças e outro para os adultos, já que eles nem sempre vão gostar de ouvir músicas infantis ou de participar das brincadeiras", diz Neire.

Aliás, as brincadeiras são essenciais numa festa grande como essa: marionetes, circo, pinturas, gincanas... vale tudo para alegrar e distrair a criançada. Esses serviços podem ser contratados para que você não se preocupe com nada. Alguns adultos acabam entrando nas brincadeiras, o que deixa o clima mais agradável.

E cuidado para não ficar sobrecarregada. Contratar um buffet para cuidar da comida também é uma boa ideia. Algumas estações com alimentos diferentes podem ser montadas para que todos possam aproveitar, deixando apenas bebidas ou saladas para serem servidas.

Se não quiser surtar no dia da festa, uma assessoria cai bem. Afinal, como fala Neire, "as mães, especialmente, terão outras ocupações no dia do evento, como ir ao salão de beleza e escolher as roupas - inclusive do filho - que serão usadas durante a festa".

A empresária cita o que não pode faltar em nenhuma festa infantil: brigadeiro! "Esse doce agrada não só os pequenos, mas também os adultos. A anfitriã pode usar a criatividade e oferecer brigadeiro de copinho, por exemplo. Com certeza, vai fazer sucesso". A receita tradicional é a predileta, mas há também as suas variações. Que tal oferecer brigadeiro rosa, brigadeiro de café, brigadeiro com biscoito? A criançada vai amar e os adultos também! Vale até inovar decorando uma mesa com vários bolos de caneca!


Então, escolha a melhor opção para seu bolso e convidados. E, quando enfrentar dificuldades financeiras, respeite seus limites. "Se os pais passam por um momento mais delicado, podem conversar com o filho e explicar que só podem fazer algo simples, como um bolinho para pessoas íntimas. Não adianta mentir, é preciso mostrar a realidade para os pequenos". Assim, eles crescem aceitando melhor limites e regras e se tornam adultos equilibrados. Além disso, aprendem que o maior valor da festa é a presença dos entes queridos.

Por Priscilla Nery (MBPress)

Comente