Ferro e zinco são aliados na saúde das crianças

Ferro e zinco são aliados na saúde das crianças

Crianças sempre precisam de cuidados extras durante o desenvolvimento do organismo. Cuidar com o que elas colocam na boca, onde brincam, vacinas e mais um bocado de outras coisas são detalhes que todas as mães devem ficar atentas.

A alimentação na primeira infância faz parte dessa vasta lista. Ter certeza de que os pequenos estão recebendo os nutrientes e minerais adequados é primordial para que a saúde se mantenha em dia. Além do cálcio, outros minerais importantíssimos para o organismo do filhote são o ferro e o zinco.

Segundo o médico Mário Vieira, especialista em gastroenterologia pediátrica, o ferro é responsável pela formação de hemácias. Nos primeiros anos de vida ajuda no desenvolvimento neurológico. Por sua vez, o zinco "é importante para defesas do organismo e renovação de células". Ou seja, não consumir quantidade suficiente desses minerais acaba comprometendo o bom funcionamento do organismo. "Sem glóbulos vermelhos a criança fica anêmica", afirma Mário. Ainda segundo o especialista, sem o zinco a criança fica com o desenvolvimento cerebral comprometido, afetando a capacidade motora e cognitiva.

Agora, como descobrir se a quantidade está sendo suficiente para o seu pequeno? A melhor forma é sempre inserir o maior número de nutrientes e minerais no prato da criança. "O importante é haver equilíbrio dos nutrientes", afirma o médico. Quanto mais colorido o prato, melhor!

O médico afirma ainda que a falta de minerais no organismo nem sempre é percebida pelos pais. "Geralmente quando se percebe, a criança já pode apresentar a deficiência". Portanto, fique atenta. Se o seu pequeno estiver com falta ou mudança no apetite, palidez, prostração, irritabilidade, cansaço, fraqueza muscular ou dificuldade de brincar pode estar com carência de ferro no organismo. Crescimento lento do corpo e infecções recorrentes são os principais sintomas que revelam a carência do zinco, além de o risco de diarreia aumentar consideravelmente.

O ferro pode ser encontrado em alimentos como carne bovina, carne branca, hortaliças (brócolis, berinjela, chicória, pepino, beterraba e cenoura, por exemplo ) e açaí. Já o zinco está contido em peixes e cereais. Incluir esses alimentos na dieta do pequeno é garantir que as quantidades necessárias estão sendo ingeridas. "Se o ferro e zinco forem administrados através da alimentação saudável, você não terá excesso. Nosso organismo controla a absorção desses nutrientes".


Lembre-se que a alimentação sólida balanceada é importantíssima para a saúde do pequeno, mas o leite materno não deve ser dispensado, até os dois anos de idade. "Alimentação complementar balanceada pode começar a partir dos seis meses de idade", encerra o especialista.

Por Tissiane Vicentin (MBPress)

Comente