Ferimentos em crianças: como tratar?

Ferimentos em crianças como tratar

Crianças não param um minuto e é comum que na suas brincadeiras e correrias podem se machucar. Por isso é preciso atenção redobrada com a pele para evitar infecções.

Cuidados básicos e imediatos, como lavar o local com água e sabão, são fundamentais para limpar a ferida. As dicas são da empresa Takeda, de medicamentos. É preciso higienizar bem as mãos, com água e sabão ou álcool gel. Com as mãos higienizadas, limpe o local até desaparecer qualquer sinal de sujeira ou corpo estranho como terra ou grama. Para garantir a boa limpeza do machucado deve-se secar a região e desinfetar com um agente antisséptico.

Com a pele limpa e desinfetada é importante prevenir ou tratar o início de possíveis infecções com o uso de uma pomada antibiótica. Os curativos são recomendados somente em locais que estão sujeitos ao atrito como a dobra do cotovelo ou a sola dos pés, por exemplo. Em alguns casos, fechar o ferimento pode tornar o local úmido, facilitando a proliferação de micro-organismos. A recomendação principal é deixar o ferimento aberto para que o local machucado se mantenha seco e a cicatrização aconteça de forma mais rápida.

Se houver curativos é recomendado que os troque três vezes por semana, ou toda vez que ele ficar molhado. Outras dicas de como cuidar dos ferimentos:

Machucado que sangra: Caso o sangramento seja pequeno, deve-se lavar a região com água limpa e sabão neutro. Depois, comprimir a região com uma gaze ou pano limpo, fazendo uma leve pressão no local por alguns minutos. Na maioria dos casos, o sangramento para após a compressão. Para proteger o machucado pode-se utilizar uma gaze limpa e esparadrapo ao redor da lesão.

Pus ou secreção amarela no ferimento: A saída de pus ou de secreção amarelada indica que o ferimento está infeccionado por bactérias. Nesse caso, é preciso manter os cuidados de limpeza e tratar a infecção com uma pomada antibiótica para matar as bactérias causadoras da infecção.


Lesão profunda: Lesões mais profundas e cortes mais extensos devem ser avaliados por um médico para decidir se há necessidade de realizar outros procedimentos, como os pontos, por exemplo. De qualquer forma, a limpeza primária pode ser feita regularmente e, ao notar-se a presença de algum corpo estranho na ferida, deve-se procurar o médico imediatamente.

Por Catharina Apolinário

Comente