Fantasias de Carnaval para as crianças - cuidados na hora da escolha

Fantasias de Carnaval para criançada

Toureiro, Pirata e Pierrot Foto: Divulgação

Na hora de cair na folia ao som das marchinhas de Carnaval, as crianças sempre fazem questão de usar uma bela fantasia. Mas diferente do que se pensa, não são os trajes de personagens da moda que fazem sucesso, mas sim os tradicionais.

Segundo Elis Rinaldi, diretora de marketing da Rica Festa, o Carnaval mexe com a nossa cultura, fazendo com que as mães busquem os modelos mais típicos como mágico, palhaço, pierrot, colombina, havaiana e pirata, além dos super-heróis e princesas.

"Alguns bloquinhos de rua para as crianças voltaram este ano, e isso motivou uma procura ainda maior pelo tradicional. Não há um tema que tenha se tornado febre, como personagens de filmes ou programas infantis. Este tipo de fantasia costuma vender muito assim que é lançado", explica Elis.

Quanto aos acessórios, a diretora de marketing conta que as crianças procuram máscaras venezianas com acabamento mais refinado, confete e serpentina, corneta e pandeiro. "Coisas que fazem barulho sempre são levados junto com qualquer fantasia", afirma.

Elis conta que até os dois anos de idade, a mãe se encarrega de escolher a fantasia tendo como base seu gosto pessoal. A partir daí a criança passa a ter admiração por determinados temas ou personagens. "A fantasia acaba fazendo parte da brincadeira dela e da realização das suas expectativas de se tornar um super-herói, uma princesa, uma joaninha ou um pierrot."

A diretora deu dicas de como escolher a fantasia sem erros:

- Ao escolher um modelo, tenha o cuidado de observar o avesso da peça. Pedaços de linha, etiqueta ou tecido sem acabamento (principalmente os que usam tule) arranham a pele até deixar um ferimento feio. "Na hora da bagunça, o pequeno não vai querer parar e muito menos tirar a fantasia, e no final vai ficar com um machucado ou assadura que vai estragar a festa", comenta Elis. O ideal é

comprar peças com um bom acabamento.


- Sempre lave as fantasias antes de colocar em uso. Por ficarem guardadas em estoques, pode conter poeira e até insetinhos, que causar alergia de pele;

- As crianças se apegam a determinados brinquedos ou fantasias de forma emocional. Em caso de danos, não aceitam trocas nem mesmo por peças idênticas. Pensando nisto, vale a pena pagar um pouco mais em um modelo mais resistente e feito de materiais mais duráveis.

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente