Exames de DNA em casa

Exames de DNA em casa

A dúvida da paternidade - ou a necessidade de prová-la - é um assunto delicado, não importa de que lado você esteja. Além disso, exames comuns normalmente expõem mães, pais e filhos. Para facilitar um pouco as situações que podem ficar embaraçosas, já é possível fazer o exame de DNA sem sair de casa.

Fora do Brasil, a novidade é encontrada até em farmácias, por um preço acessível. Na Europa, o DNA em casa também é uma realidade. Aqui, o pioneirismo é do departamento de genética do laboratório Hermes Pardini, de Belo Horizonte, que oferece o estudo de determinação de paternidade com coleta realizada em casa desde 2003.

Segundo Fabíola de Andrade Caxito, gerente de biotecnologia e coordenadora do departamento de genética do Hermes Pardini, não há diferença na metodologia de análise das coletas em casa ou convencionais, no laboratório. "A grande diferença está no sigilo para o cliente. O teste com coleta em casa pode ter participação de mãe, filho e pai, ou somente do pai e do filho ou da mãe e do filho, para o caso de dúvida quanto à maternidade", explica. Os laudos realizados com coleta feita em casa não são liberados com os nomes das pessoas. "Geralmente elas são identificadas por letras, números ou nomes fictícios, conforme sua preferência. Deste modo o exame não apresenta valor legal". A probabilidade de paternidade encontrada nesses exames é de no mínimo 99,99%.

Qualquer pessoa pode solicitar um kit e, sem sair de casa, fazer a coleta pelo "método saliva". Depois, basta enviar o material ao laboratório, pelo correio mesmo, para estudo da paternidade. O resultado é liberado em nove dias úteis, mas pode ser mais rápido, no caso de necessidade de urgência. Basta pagar taxa extra. "O preço do exame varia de acordo coma região em que a pessoa mora e com o número de participantes", diz Fabíola. Mas, em geral, são mais caros que os convencionais devido aos custos com envio. No site www.dnaemcasa.com.br, é possível conferir a tabela de preço, que varia de R$ 700 a R$ 800, além do frete.

Esse tipo de teste pode evitar dor de cabeça de quem quer, por exemplo, fazer um teste desse tipo, mas não tem "certeza" do resultado. "O objetivo é justamente evitar que o cliente fique com dúvidas, mas também evitar que ele chegue à justiça, ou cause problemas familiares para esclarecimentos. Como não tem identificação dos participantes, pode ser utilizado como um "pré-teste" para o cliente.


O DNA é responsável pela transmissão das características hereditárias dos pais para os seus filhos e é organizado em estruturas chamadas cromossomos. Metade dos cromossomos que cada indivíduo possui é proveniente da mãe (óvulo) e a outra metade do pai (espermatozóide

O DNA é constituído por blocos (bases) colocados em uma ordem (sequência) que varia enormemente de pessoa para pessoa. Todo estudo de determinação de paternidade se baseia na análise desta variação

Por Sabrina Passos (MBPress)

Comente