Espaço entre as coxas vira obsessão adolescente

thigh gap

Foto postada por Linda Noette mostrando o seu Thigh gap o que parece ser um nova e preocupante modalidade de anoreixa. Foto/reprodução Fashionato

Não basta querer ser magra, linda, maquiada e sexy, agora as adolescentes americanas inventaram uma nova moda: precisa ter também um espaço entre as coxas, ou seja, ser muito magra para isso. É o "thigh gap", as pernas não devem encostar uma na outra.

Esse é o novo ideal de moda pode ser perigoso para a saúde. Para ter esse vão entre as pernas é necessário ter nascido com uma estrutura óssea que tenha esse contorno natural e forçar isso pode ser desastroso, porque mesmo magérrimas, muitas meninas nunca conseguirão ter o espaço que tanto querem.

Para essas meninas somente quem tem o tal espaço é sexy e linda o suficiente. A coisa parece ser bem séria - as meninas fotografam suas pernas e postam nas redes sociais, como Twitter, Instagram e Pinterest, se vangloriando dos resultados e da felicidade. E tem mais, elas dão dicas de dietas e exercícios.

Elas têm argumentos na ponta da língua para justificar o "thigh gap" - parecer mais magra, ter uma cruzada de pernas mais bonita, não ser necessário se preocupar com assaduras e o melhor caimento de calças skinny, minissaias e shorts curtos.

O "movimento" já existia em 1978 nos Estados Unidos, mas agora foi intensificado pela internet que ajudou a difundir esse absurdo.

Segundo o médico ortomolecular Amilton Macedo, em entrevista para o GNT, a obsessão não tem sentido. "Tem pessoas que vão ficar muito magras, que vão ter sua nutrição comprometida, e não vão ter esse buraco. A gente tem que ter muito cuidado com esse padrão de beleza que é modismo e que passa rápido.

É a velha busca fora do normal por padrões inalcançáveis de beleza.


Por Giseli Miliozi

Comente