Escola de culinária para crianças

Escola de culinária para crianças

Foto: divulgação/ escola MiniChefs

Trabalhar, dar conta da casa, marido e de filhos é mesmo um grande desafio. Principalmente quando o trabalho exige muitas horas de nosso dia, e sobra pouco tempo para pensar em detalhes como a roupa ou mesmo no tipo de alimentação dos pequenos. Para muitos pais, é difícil ensinar para as crianças a importância de consumir todo tipo de nutriente, inclusive as vitaminas presentes em legumes, verduras e frutas - que algumas vezes acabam mal vistos por meninos e meninas, em especial pelo sabor diferente.

De olho nessa dificuldade, surgiu a escola MiniChefs, que percorre as capitais brasileiras desde 2009. Voltada para crianças a partir de quatro a 12 anos, ela oferece cursos para atender às necessidades específicas de cada faixa etária. "Nosso objetivo é mostrar para crianças (e também pais) que uma culinária mais saudável, que foque em vegetais e frutas, pode ser gostosa e divertida", afirma coordenadora do espaço MiniChefs, Luciana Bischoff.

Com essa proposta, a instituição mistura, em sua equipe, profissionais da área de educação e nutrição. Os pequenos participam de aulas em que aprendem como preparar pratos simples e nutritivos. O ponto alto é o momento em que eles literalmente colocam a mão na massa - e, claro, se divertem bastante. Depois, experimentam o alimento e ainda levam uma amostra para os pais saborearem em casa.

A consultora e chef de cozinha, Ana Luisa Favaretto, explica que, aprendendo de forma lúdica, fica mais fácil para os pequenos experimentarem novos alimentos. "Nas aulinhas, o MiniChef descobre uma maneira divertida e saborosa de experimentar as verduras, legumes e frutas, aprendendo a misturar ingredientes saudáveis, mas não menos saborosos e acaba levando isso pro seu dia-a-dia".

As receitas são, em sua maioria, aquelas básicas do nosso dia-a-dia, porém com atrativos para as crianças. Assim, elas não estranham o cardápio oferecido em casa. "Nós fazemos pequenas mudanças em receitas já existentes, como uma simples salada de atum com alface em que as crianças conseguem montar barquinhos a partir desses mesmos ingredientes", conta Luciana.

Segundo a coordenadora, o conteúdo e a forma das aulas trazem vários benefícios, tanto para os pequenos como para os familiares. "Apresentamos para as crianças novos hábitos alimentares, estimulamos a criatividade e a coordenação motora com elas quando ensinamos as receitas, incentivamos o trabalho em grupo - isso faz com que as crianças se socializem utilizando utensílios domésticos de seus colegas e ainda promovemos um maior relacionamento com os pais, já que as crianças levam o livro de receitas para casa para repetir a aula com os pais e familiares."

Como os aluninhos também preparam as receitas, acabam aprendendo também a manusear utensílios domésticos de maneira segura. Com tantos benefícios, as aulas conquistaram inclusive a aprovação de pais e mães. "Achei o curso muito interessante, pois aguçou ainda mais a curiosidade da minha filha e o prazer perante o ato de cozinhar. Também a deixou mais ligada ao aspecto de segurança na cozinha", diz Carolina Leite, mãe da MiniChef Amanda.

[galeria]


Quem gostou da ideia e quer conhecer melhor a escola pode acessar o site www.minichefs.com.br. Pode ser uma boa pedida para melhorar a alimentação das crianças em casa, na escola ou em qualquer outro lugar.

Por Priscilla Nery (MBPress)

Comente