Dicas para não perder o controle com as crianças

Dicas para evitar perder o controle com as criança

Foto photostock/http://bit.ly/gdAJw0

A cultura educacional do Brasil durante anos foi de castigar fisicamente os filhos com a justificativa de lhes ensinar como se comportar ou a obedecer aos adultos. Mas será que é possível educar sem palmadas?

Uma lista de observações pode comprovar que é possível educar os filhos sem bater. Entre as sugestões estão: assumir a autoridade que cabe aos pais; respeitar as limitações e a maturidade das crianças; aprender a dialogar; entre outras.

Assuma seu papel - Para educar um filho é preciso assumir o papel de educador. Independente se o dia foi estressante, se está com problemas financeiros, se a criança está birrenta, são os pais que devem ter maturidade para contornar o conflito, para controlar a situação sem perder o controle. Ao assumir o papel de pai e mãe, também colocam as crianças em seus lugares, limitando seu poder.

Conhecer o desenvolvimento infantil - Não é preciso conhecer as teorias da psicologia, mas é bom ter conhecimentos básicos sobre as fases de desenvolvimento infantil, para conseguir identificar as atitudes dos pequenos. Dessa forma, é mais fácil optar por determinadas atitudes diante de cada desafio.

Criança é criança - Os pequenos vêem o mundo de forma diferente, então não dá para interpretar suas reações ou ações como de adultos. Se os mais velhos falam algo que não condiz com a realidade, estão mentindo, mas no caso das crianças, pode ser uma confusão entre o pensamento e a realidade, o que parece certo para ela. É preciso compreender, pois faz parte das diversas fases da infância.

Aprenda a dialogar - Dialogar é um aprendizado, que deve ser revisto constantemente, pois a forma de comunicação muda de acordo com o desenvolvimento da criança. Dialogar com um bebê de 1 ano, é diferente de dialogar com um de 3 anos, que é diferente com um pré-adolescente. A relação de confiança entre pais e filhos deve ser mútua. Tão importante quanto falar, é aprender a ouvir, observando as necessidades dos filhos.


Esses são só alguns fatores que podem ajudar os pais a educarem seus filhos. Porém, o primordial é que deem atenção aos seus filhos, imponham limites, ensinem o que é bom ou ruim e participem da vida deles.

Por Carmem Sanches

Comente

Assuntos relacionados: filhos educação pais castigo palmada