Dicas para falar sobre sexo com as crianças

Preparese para falar sobre sexo com as crianças

A pergunta sobre sexo virá, pode ter certeza. Então é melhor estar preparado para ela. Trazemos algumas dicas de como falar sobre sexo com as crianças. Uma tarefa nada fácil para alguns, mas que não é um bicho de sete cabeças.

A professora Genis, no blog Rede Educação em Foco, conta sobre uma turma da 5ª série que a impressionou pela sua curiosidade.

A turma sempre perguntava quando seria a aula de ciências. "O livro de Ciências (Interagindo, Ed. do Brasil) trazia um capítulo sobre O controle do organismo e sua capacidade de reprodução. É claro que a garotada já tinha pelo menos olhado as ‘figurinhas’ que o livro trazia sobre o assunto", afirmou.

Vendo a curiosidade das crianças, a professora fez uma caixinha para perguntas, tudo com o apoio da direção da escola. Ali os alunos depositavam as perguntas sobre o assunto. Ela pediu que eles fossem sinceros ao escreverem suas perguntas e afirmou que não haveria necessidade de colocar nome nelas. "A caixa ficou numa mesa no fundo da sala durante uma semana. Vou confessar um crime, levei a caixa pra casa e li todas as perguntas antes. É claro, eu precisava me preparar para as respostas", contou a professora.

No dia marcado para as respostas sobre sexo ela colocou a caixa sobre a mesa e em voz alta lia e respondia as perguntas. "No outro dia, após a aula, vários pais mandaram bilhetinhos nas agendas. Eu havia pedido para que as crianças falassem com os pais sobre a aula e etc. A reação dos pais foi muito positiva. Uns me procuraram pessoalmente e me agradeceram porque não sabiam como falar com os filhos sobre o assunto e tinha certeza que eu o fiz de forma certa e cuidadosa", lembrou a professora.

Para o pediatra do Hospital e Maternidade São Luiz e criador do portal Pediatria em Foco, dr. Marcelo Reibscheid , não se deve puxar assunto quando a questão é sexo, apenas responder o que for questionado, na medida em que a curiosidade aparece. Vale investigar as dúvidas e se preparar para respondê-las com paciência, sem deixar dúvidas. "Pergunte o que ele sabe sobre o assunto, aonde aprendeu. Agir de forma natural ajuda a criar uma relação de confiança e garante segurança para o filho", alertou Reibscheid.


O pediatra lembra que não é porque a criança falou sobre sexo que está pensando em praticá-lo. Não há motivos para se preocupar. A infância é uma fase de descobertas e contos da carochinha como cegonhas e sementinhas não preparam o seu filho para a vida. A verdade é sempre o melhor caminho.

Por Catharina Apolinário

Comente

Assuntos relacionados: filhos crianças educação falar sobre sexo