Dicas de como falar sobre sexo com os filhos

Dicas de como falar de sexo com os filhos

E de repente ele pergunta "de onde vêm os bebês?" Você olha para os lados, coça a cabeça e tenta descobrir a melhor maneira de esclarecer as dúvidas da criança. O Vila Filhos dá 5 dicas para que você esteja preparada para esta situação. Afinal, é inevitável falar sobre sexo com as crianças, pois elas vão perguntar.

De onde vêm os bebês? O que é sexo? Eu também posso usar camisinha? Essas perguntas podem surgir a qualquer momento e nem sempre estamos preparados para esclarecer todos os questionamentos dos pequenos. O pediatra do Hospital e Maternidade São Luiz e criador do portal Pediatria em Foco, Dr. Marcelo Reibscheid, dá 5 dicas para você se sair bem nessa hora:

1. Nada de puxar o assunto

O primeiro passo é saber que essa conversa não deve ser proativa durante a infância. Responda apenas o que for questionado, na medida em que a curiosidade aparece e de uma forma satisfatória para o seu filho.

2. Vale investigar

É importante entender o que a criança sabe sobre sexo para que as informações sejam passadas de maneira clara e de acordo com os valores da família. "Pergunte o que ele sabe sobre o assunto, aonde aprendeu. Agir de forma natural ajuda a criar uma relação de confiança e garante segurança para o filho", alerta Reibscheid.

3. Camisinha: DST’s e gravidez

Se o seu filho perguntar sobre o uso de preservativos, explique que ele protege contra doenças sexualmente transmissíveis e gravidez. É importante que a criança saiba que a gravidez surge de uma relação íntima sem proteção e que pode ser evitada. Mas nem pense em aproveitar o momento para sermões, isso pode confundi-lo.

4. Não se incomode

Muitas vezes esse é um assunto muito mais delicado para os adultos do que para as crianças. Se o seu filho fizer a mesma pergunta várias vezes, não demonstre irritação. Repita a explicação quantas vezes forem necessárias. "Se a criança pergunta duas vezes a mesma coisa é porque ainda está com dúvidas", esclarece o pediatra.


5. Ufa, passou. Mas até quando?

Não é porque a criança falou sobre sexo que está pensando em praticá-lo. Não há motivos para se preocupar. A infância é uma fase de descobertas e contos da carochinha como cegonhas e sementinhas não preparam o seu filho para a vida. A verdade é sempre o melhor caminho.

Por Catharina Apolinário

Comente