Crianças precisam aprender a respeitar as diferenças

Crianças precisam aprender a respeitar as diferenç

Fotos imagerymajestic/http://bit.ly/xV7MGl

Num país tão grande e multicultural como o Brasil, onde a linguagem e os hábitos se diferenciam de região para região, é muito comum à intolerância se apresentar em algum momento. Porém, é nos primeiros anos de vida que se deve aprender a respeitar as diferenças.

O importante é mostrar que existe um limite entre a curiosidade e a chacota e que ninguém é igual a ninguém. "É preciso fazê-los entender que a diferença não pode ser motivo de piada", afirma a psicóloga Ana Cássia Maturano, que reforça a necessidade de ensina-lás a conviver com as diferenças em todos os sentidos.

Sotaque, óculos, aparelhos ortodônticos, raça, altura, enfim, são muitos os fatores que podem virar piadas. Algumas vezes, as crianças são influenciadas pelos preconceitos dos pais que, mesmo que não digam diretamente aos filhos, acabam fazendo comentários ou brincadeiras jocosas perto deles. O suficiente para dar às crianças subsídio para fazer gozações.


Segundo a especialista, a melhor forma para ensinar o convívio natural com as diferenças é o convívio em sociedade e a escola é o primeiro grupo social da criança depois da família. "Não é preciso fazer apologia nem forçar o convívio como tentativas de ensinar o respeito às diferenças", exemplifica Ana Cássia. "Mas é interessante que os educadores aproveitem as oportunidades que surgirem para mostrar a importância da tolerância".

Por Carmem Sanches

Comente