Crianças na moda

A moda infantil se supera a cada dia. Hoje, se você se deixar levar pelas novidades das vitrines, principalmente para as meninas, e somar no final do mês, as crianças gastam mais do que os adultos para estarem sempre em dia com as tendências do mercado, pois elas crescem, e as roupas duram, com muita sorte, um ano.

É importante para a auto-estima e o asseio pessoal estar bem arrumado, principalmente limpo e na moda, mas cabe alertar os malefícios do consumismo exagerado, principalmente se plantado nas crianças desde pequenas.

Os pequenos não têm noção do custo da moda, e para eles o principal é o conforto para brincar e passear, que alguns sapatos e até roupas não proporcionam. Os sapatos, em primeiro lugar, devem ser muito confortáveis, meninas não devem usar saltos, pois ainda não tem equilíbrio suficiente para essa empreitada, e crianças que suam muito nos pés, devem evitar os sapatos de plástico para não criarem bolhas na sola ou entre os dedos, gerando um desconforto por vários dias.

Algumas meninas conseguem brincar tranquilamente de vestidos armados e adoram! Outras não duram do quarto até o carro, e já estão todas amarrotadas... Descubra o perfil da sua princesa, pois existem lindas saias-calças, vestidinhos de malha e conjuntinhos que a deixariam mais confortável e não menos arrumada. Já os cabelos, nas idas à escola e lugares para brincar, dê preferência a prendê-los, mesmo que precise retocar o penteado várias vezes, desde que não esteja machucando. Usar presilhas e frufrus é questão de costume.

Quanto aos meninos, o mercado da moda propõe um leque menor de opções, nem por isso mais baratas. Invista em um bom corte de cabelo, com manutenção mensal, na maioria dos casos, e se ele gostar combine penteados com gel e abuse dos bonés.

Em ambos os casos, dependendo da ocasião, não importa a idade, não se esqueça de ter sempre “uma troca” de roupa em caso de acidentes, a gente nunca sabe quando vai escapar um xixi, ou até mesmo derrubar suco, refrigerante ou molhos na roupa!

Leia também - Educação financeira para crianças e adolescentes!

Michelle Maneira é pedagoga, com pós-graduação em psicopedagogia e especialização em tecnologias educacionais, professora de educação infantil da rede pública.

Comente