Crianças e tecnologia

Somos de uma geração que convive com celulares, computadores, TV digital, entre outras situações, mas que ainda se surpreende com as novidades do mercado. Porém, estamos criando uma geração que não viu parte dessa transformação e acha que tudo é possível.

Crianças de menos de 5 anos convivem com o controle remoto como se fossem a extensão de suas mãos (nós tínhamos que nos levantar para mudar de canal e algumas vezes mexer na antena...). Outro dia surpreendi meu bebê de 11 meses ligando a TV com o controle remoto e fugindo com ele na boca, para não perder o monopólio da TV!

Existem jogos e sites de computador especialmente criados para os pequenos, (de todas as idades!) que realmente desenvolvem o raciocínio e educam, mas as lutas e a violência também “correm solto” pela rede e nos videogames.

Temos que nos atualizar e incentivar sim nossos pequenos a manusearem essas ferramentas, mas como toda atividade infantil, deve ser monitorada para que não seja desvirtuado seu sentido. Começamos com jogos para desenvolver a habilidade motora fina dos pequenos com o uso do mouse, e se bem direcionado o uso, logo eles perceberão que podem encontrar atividades interessantes. Já surpreendi meu filho de 7 anos nos sites de busca diversas vezes, e na maioria delas, para realmente pesquisar e tirar dúvidas, sempre com sucesso!

Só não podemos nos esquecer de limitar esse uso para que brincar, correr, desenhar e fazer outras atividades seja deixado de lado. Particularmente, só não sou a favor dos celulares para as crianças, tenho certeza que mexendo nos dos pais de vez em quando eles estão bem “por dentro” dos seus recursos, pois principalmente como educadora sei o quanto ele atrapalha na sala de aula, fora o alto custo no caso de uma perda ou mesmo os traumas no caso de um roubo.

Como tudo, cabe a nós pais, utilizar da melhor forma o recurso que nos foi oferecido, aproveite e aprenda com seus filhos sobre todas essas novas tecnologias, com certeza ele tem algo a lhe ensinar!

Leia também - Tweens: uma nova geração de crianças!

Michelle Maneira é pedagoga, com pós-graduação em psicopedagogia e especialização em tecnologias educacionais, professora de educação infantil da rede pública.

Comente