Conheça a Geração C

Conheça a Geração C

Os jovens de hoje são conhecido como a Geração Y. Os nascidos na década de 1980 até o início do novo século cresceram em meios a novos padrões de vidas, onde a liberdade era um dos pilares. Junto com essa liberdade e às infinitas possibilidades da internet, surgiram pessoas que passaram a valorizar a interação como meio e consumo. O acesso a informações em um clique, os tornou menos pacientes, fazendo com que o tempo passasse a ter dimensões distintas, com intervalos e cada vez menores.

E agora a pergunta é, qual é a próxima geração? O doutor em Sistemas de Informação Fernando Arbache chama de Geração C. Para muitos essa seria a geração Z, mas ele explica o motivo para chamá-los de C: "A maior característica deste grupo de pessoas, que é a conectividade".

De acordo com ele, os nascidos após 2003, que nasceram flutuando no mundo digital, poderão gerar um grande impacto no mundo, semelhante com a ocorrida com o surgimento da Revolução Industrial. "A internet passou a ser seu oxigênio. Querem testar? Entregue, a um jovem de hoje, um computador com o que há de mais avançado em tecnologia de processamento de dados, de som e de imagem, porém sem possibilidade de conectar-se a internet. Qual seria sua reação? Certamente iria ser de total menosprezo à máquina".

Em 2020 esta geração C representará 40% da população dos Estados Unidos, Europa e dos Brics (Brasil, Rússia, Índia, China) e 10% do resto do mundo. Neste ano, eles já terão se tornado o maior grupo de consumidores em todo globo. "A geração C tem como premissa usufruir os serviços que um aparelhos lhe oferecem, tornando o hardware apenas um meio, podendo ser descartado logo que surgir um novo serviço, que o mesmo não consiga acessar. Estes grupos de pessoas estão conectados em tempo integral, ou seja, Always On".

Isso significa dizer que a qualquer hora do dia, ou da noite, ele estará perto de algo como um celular que tenha acesso e poderá fazer suas compras, portanto, as empresas necessitarão estar "ligadas" 24 horas por dia e 7 dias por semana. As redes sociais possibilitarão maior colaboração entre todos, aumentando intensivamente o universo de relações interpessoais.


De acordo com o especialista, a privacidade ficou para trás. "Hoje todos podem saber quem eu sou, o que gosto, pra onde eu vou e o que eu faço. As redes sociais irão, de modo crescente, determinar os padrões de consumo mais específicos a cada comunidade, sendo necessário criar produtos que atendam, unicamente, aquele grupo de pessoas".

Por Larissa Alvarez

Comente