Conheça a brincadeira ideal para cada faixa etária

Conheça a brincadeira ideal para cada faixa etária

Foto: FreeDigitalPhotos http://bit.ly/JHVdLe

Brincadeiras adequadas para os filhos é uma preocupação de todos os pais. Que brinquedos comprar? Será que essa brincadeira está exigindo muito ou pouco dele? Brinco com ele ou deixo sozinho? O fato é que brincar ajuda a criança a desenvolver as áreas cognitiva e emocional, e seu conhecimento de mundo pode ser bem estimulado com brinquedos adequados para cada faixa etária.

Segundo a psicóloga e diretora do Colégio Ápice, Marta Bitetti, brincar é uma maneira de ajudar a criança a se expressar e descobrir suas habilidades. Os cuidados ficam por conta das brincadeiras que envolvam objetos de uso adulto, que possam machucar a criança, como objetos cortantes, ou que possam causar alergias e intoxicação.

Os videogames e computadores, para a educadora, só são vilões se utilizados durante um tempo excessivo. "Deve haver equilíbrio e orientação dos pais, pois assim a criança aprenderá a refletir e criticar o conteúdo daquilo que está interagindo", explica a psicóloga.

As brincadeiras também devem ser adequadas a faixa etária da criança, para que também não corra risco de se machucar e obtenha o desenvolvimento ideal para sua idade, sem pular fases.

Por exemplo, na faixa etária até 5 anos, as brincadeiras populares são muito bem vindas, como por exemplo: brincadeiras de roda onde trabalha-se expressão corporal, verbal e aumento do vocabulário;

amarelinha, que auxilia o desenvolvimento motor; quebra-cabeças, estimula o raciocínio, concentração e psicomotricidade; jogo simbólico, o popular faz de conta, que favorece a imaginação, a imitação, e até a afetividade.

Outras sugestões que podem colaborar para o desenvolvimento tanto da área cognitiva, quanto a emocional, mental, social e até motor, além de colocar a criança diante de experiências e desafios para o conhecimento do mundo e de si mesmas, são os blocos de construção, brinquedos de encaixe, estátua, lenço atrás, corre cutia e esconde-esconde.

Já entre os 5 e 10 anos, além das brincadeiras tradicionais e populares citadas, jogos que motivem e prendam a atenção, estimulem o raciocínio, a criatividade e a resolução de problemas e que envolvam atividade física moderada são ideais. Boas sugestão são os tradicionais pega-pega, esconde-esconde, o mestre mandou, e ainda jogos que envolvam letras e números, forca, jogos coletivos de campo ou de mesa, jogos de tabuleiro, atividade com dança, jogos de imitação.

É importante que as crianças brinquem também ao ar livre. Nesta faixa etária as brincadeiras de rua são bem atrativas e saudáveis, colaborando também para a socialização.

Os filhos únicos costumam brincar muito com jogos simbólicos, isto é, brincadeira de casinha, escolinha, carrinhos, etc... Estas brincadeiras são importantes para o desenvolvimento da imaginação e criatividade, colocando a criança a vivenciar diferentes papéis sociais a partir do mundo dos adultos.


Além deste, são interessantes atividades como: jogos de construção, memória, desenhos, pintura com tintas ou lápis de cor, fabricar brinquedos com materiais de sucata, artes manuais, jogos de montar, além da leitura de livros.

Por Carmem Sanches

Comente

Assuntos relacionados: filhos criança pais brincadeira faixa etária