Como falar de beleza com as meninas?

Como falar de beleza com as meninas

Foto: Henglein and Steets/cultura/Corbis

Um dos maiores desafios de quem se propõe a ter um filho é educá-lo, encontrar a melhor maneira de transmitir valores e tornar a criança um adulto responsável e correto em suas obrigações e deveres. Mas a tarefa não se limita apenas a isso. Há uma diferença entre educar meninos e meninas...

No caso das meninas, por exemplo, a questão da beleza é algo bastante relevante, que deve fazer parte da conversa desde cedo, afinal, nos dias atuais vemos crianças de cinco anos fazendo dieta, usando maquiagem aos 11 e implantando silicone aos 17.

E o incentivo em se preocupar com a beleza do corpo pode começar mais cedo do que se imagina, sem a gente perceber. Repare: o que mais as pessoas falam, pais e familiares também, quando logo quando encontram meninas? "Nossa, como você está bonita!"

Ao elogiar o cabelo, a roupa, o peso ou qualquer outra coisa relacionado à beleza, essas crianças acham que realmente a aparência física está realmente em primeiro lugar.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo psicólogo Simon Baron-Cohen, da Universidade de Cambridge, na Grã-Bretanha, o cérebro das meninas está mais apto à comunicação do que o dos meninos, que possuem uma maior tendência para a lógica e análise. Isso aconteceria pelos diferentes níveis de testosterona fetal encontrados em ambos os sexos.

Dessa forma, o psicólogo Ricardo Duarte conta que nunca é demais dar bom exemplo para as meninas e abordar logo cedo que beleza não é tão fundamental assim. "O provérbio ‘faz o que eu digo, não faça o que faço’ não dá certo com as crianças (e tenho dúvidas que resulte com alguém). Se uma mãe passa horas na frente do espelho, não é de admirar que a sua filha faça o mesmo."

Certas perguntas devem ser feitas quando algumas crianças tomam atitudes de pessoas adultas, como colocar silicone na adolescência ou passar muita maquiagem. "Quando é que começamos a acreditar que a aparência tem essa importância? Quando é que deixamos de valorizar o interior da pessoa? Essa pode ser a raiz do problema", afirma o psicólogo.

As mães devem conversar com suas filhas sobre beleza e vaidade sempre com um pé na realidade. "A beleza, na nossa sociedade, é um fator importante, mas não é o fundamental. Devemos tentar nos apresentar da melhor forma possível, mas nunca perdendo de vista que a nossa realidade exterior é apenas a nossa "embalagem", não é isso que define o quanto somos como pessoa. Penso que essa é a mensagem que devemos passar aos nossos filhos. Veja que não há aqui novidade nenhuma, é a mesma mensagem que passávamos há vários anos."

O psicólogo ainda afirma que o comportamento das meninas está mais ligado à parte cultural do que à biológica. "Há trinta anos não valorizávamos a beleza desta forma, e qualquer transformação que tenha a ver com o biológico requer sempre milhares de anos."


Cada criança tem uma estrutura psicológica, mas é importante o papel ativo dos pais para ensinar que é o interior da pessoa que a tornará inesquecível e memorável pelos feitos da vida. A beleza e o exterior são apenas uma porta para mostrar as inúmeras qualidades que essas meninas terão no futuro.

Por Thaís Santos (MBPress)

Comente

Assuntos relacionados: filhas beleza crianças beleza meninas