Como contar aos filhos que está namorando

namorado mãe

Foto: © Tom Grill/Tetra Images/Corbis

Como dizer aos seus filhos que você está namorando? Esse é um dilema de muitas mães, principalmente divorciadas, onde as crianças sofrem com a separação do pai e da mãe. Quando e como contar a elas dessa novidade?

É um processo novo e delicado, que o responsável pela guarda da criança (seja mãe ou seja pai) precisa ter em mente. Alguns psicólogos orientam que é preciso ter certeza do que quer nesse novo relacionamento. Antes de tudo, a mulher precisa ter certeza de que esse será um forte vínculo, que trará a possibilidade de uma relação duradoura. Isso é uma atitude facilitadora para quem deseja uma relação saudável com os filhos, compreensão e maior aceitação da parte deles. Até porque as crianças se afeiçoam, estabelecem vínculo e, se o relacionamento não der certo, surge uma nova dificuldade para elas.

Quando se sentir pronta para falar sobre a nova situação, saiba que crianças com determinada faixa etária pode entender melhor que outras. Crianças com menos de 5 anos, por exemplo, são mais flexíveis, questionam menos. À medida que a criança vai crescendo, mais incômodos e dúvidas podem surgir, tornando a conversa sobre o namoro da mãe ainda mais delicada.

O essencial é esclarecer tudo, tanto para a criança quanto para o parceiro, o que evita desconfortos futuros. Uma tática ao conversar com os pequenos e até mesmo apresentar o novo parceiro é apresentando-o como um novo amigo e depois, conforme for vendo o envolvimento da criança com o novo namorado da mãe, poder dizer que essa nova pessoa é importante na sua vida. Observar a relação dos dois facilita entender qual é a melhor maneira de contar.


Não há uma receita pronta, mas é preciso ter cautela quando a história envolve filhos. É preciso separar o espaço que cada um tem na sua vida. É claro que vida pessoal da mãe deve seguir em frente, mas introduzir uma pessoa nova na sua família é algo que não deve ser conduzido de forma repentina, pois envolve pessoas queridas, mas de circunstâncias diferentes. Que prevaleça sempre o bom senso.

Por Jessica Moraes

Comente

Assuntos relacionados: filhos filhos padrasto amor