Câncer Infantil

Foto Divulgação

Apesar de a Sociedade Brasileira de Cancerologia afirmar que o câncer é a principal causa de morte por doença em crianças com menos de 15 anos, a boa notícia é que os tratamentos evoluíram muito nos últimos anos.

Leucemias, linfomas, tumores do sistema nervoso e fígado estão entre os mais comuns nessa faixa etária. Por isso, os pais devem ficar atentos aos sinais de alerta, tais como: nódulos (ínguas) aumentados no pescoço, axila, virilha, além de anemias intensas, febres repetidas e tumores no abdome, nos braços ou nas pernas.

Conforme o Instituto Nacional de Câncer, 70% das crianças com a doença podem ser curadas se diagnosticadas precocemente e tratadas em centros especializados, muitos deles com ótimos recursos para o tratamento.

O Centro Infantil Boldrini é o primeiro hospital especializado no cuidado global a esses doentes e o mais completo do Brasil. Entre os seis mil pacientes, a maioria (80%) é atendida pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Além de toda a infra-estrutura necessária aos tratamentos, o grande diferencial do hospital é o suporte social aos pacientes, com alojamentos para os transplantados, a mãe e a criança, e ainda 30 chalés para receber a família dos pacientes.

Essas casas se destinam aos pacientes que residem longe de Campinas ou para os pais cujos filhos estejam em terapia intensiva ou em cuidados paliativos. O melhor de tudo é as vagas aos pacientes são oferecidas gratuitamente, graças ao apoio de voluntários, que atuam nas várias áreas do centro, principalmente de recreação e terapia para crianças, como também arrecadam fundos por meio de bazares.

O trabalho ainda inclui capacitação às famílias hospedadas na Casa de Apoio ou em espera na Estação Boldrini, a fim de possibilitar geração de renda futura a essas famílias.

Quem quiser atuar como voluntário ou ainda fazer doações em dinheiro basta consultar o site do centro.

Por Juliana Lopes

Comente

Assuntos relacionados: filhos crianças câncer câncer infantil