Barulhos podem causar surdez

Barulhos podem causar surdez

Baladas e multidão podem causar prejuízos à audição. Foto: Dreamstime

A exposição em excesso à barulhos pode causar surdez cumulativa no decorrer dos anos. Segundo a fonoaudióloga, Marcela Vidal, na maioria dos casos as pessoas não percebem as situações de riscos e só se dão conta dos prejuízos anos depois.

Com uma vida um pouco mais bagunçada, os adolescentes são os que mais se expõem à perigos, pois frequentam baladas, escutam músicas em volume alto, conversam e gritam muito quando estão em grupos e muitas vezes estas situações ultrapassam o limite de 80 decibéis toleráveis.

Nestas situações, é comum que o jovem sinta apenas um desconforto, uma sensação de abafado, nas primeiras 24 horas, mas depois tudo parece voltar ao normal. Contudo, os tímpanos correm sérios riscos de serem prejudicados com a repetição.

"Dependendo da frequência e do tempo de exposição ao som elevado, uma pessoa pode sofrer danos auditivos de forma contínua e elevada ao longo da vida. Quanto maior a presença em ambientes barulhentos, maior o problema. Além disso, na medida em que o volume passa dos 100 decibéis, aumenta o risco de lesões na cóclea (órgão dentro do ouvido responsável pela audição). Nesses casos, o tempo de exposição não deve passar de 30 minutos", afirma.

A fonoaudióloga ainda explica que existem formas de evitar o problema, como o uso do protetor auricular sempre que entrar em um ambiente barulhento. Mas, como sabemos que nenhum adolescente vai topar sair de casa usando um, o ideal é se afastar a cada duas horas de lugares muito barulhentos e ficar 20 minutos no silêncio. Desta forma, o tímpano tem tempo para relaxar, diminuindo assim a dilatação causada pelo barulho.

Por Mariana Benjamim

Comente