As lições de uma superbabá

As lições de uma superbabá

Pelo menos algum dia, durante a criação dos filhos, toda mãe já sonhou em ter uma superbabá em casa. Dessas que descobrem como resolver birra, manha, chantagem. Dessas que aplicam regras simples e conseguem conquistar confiança. Dessas que, só de observar o comportamento por algumas horas já consegue definir o que está errado na educação dos pequenos. Como babás desse tipo são raras exceções, que tal aprender o que uma superbabá tem a dizer com ajuda de um livro?

Jo Frost, a babá mais famosa do mundo, acaba de lançar aqui no Brasil a versão nacional do livro "Superbabá, como tornar seu filho a melhor criança que ele pode ser" (Seoman 2010). Reconhecida pelo trabalho que faz no programa Supernanny, exibido em 47 países, ela realmente "opera milagres" quando o assunto são pestinhas de plantão. E o sistema nada mais é do que baseado em amor com disciplina, regras coerentes e recompensas para o bom comportamento.

E acredite, com 15 anos de experiência avaliando e cuidando dos filhos dos outros - desde recém-nascidos até adolescentes -, ela viu de tudo: chilique na hora do banho, comida pelos ares, falta de respeito, rivalidade entre irmãos e daí pra pior...

No livro, Jo explica o método firme, mas justo, que aplica às crianças. "Quase sempre sigo meus instintos e observo os pais e filhos para descobrir o que funciona ou não", explica a superbabá inglesa. E se vale de uma rotina regular e coerente - castigos e elogios apenas na hora certa! "Cada criança tem o potencial para se comportar de maneira adequada. Não estou dizendo que todos sejam anjinhos. Falo de crianças felizes, tranquilas, com suas características individuais, mas que sabem quais são os limites".

O Vila Filhos já teve acesso ao livro de Jo e separa aqui as 10 regras de ouro do método dela de cuidar de crianças. Na obra, todo capítulo traz uma série delas que pode salvar a relação pais-filhos e livrar muita gente de dor de cabeça...

1 - Elogios e prêmios

As melhores recompensas são atenção, elogios e amor. Doces, mimos e brinquedos não são necessários como recompensas. Um quadro de estrelinhas ou um passeio especial podem fortalecer um padrão de bom comportamento

2. Consistência

Depois de estabelecer uma regra, não abra mão dela em troca de sossego ou porque se sente constrangido. Regra é regra.

3. Rotina

Uma vez estabelecida a rotina, você pode ser pouco flexível, nas férias, por exemplo.

4. Limites

Crianças precisam saber quais são os limites de seu comportamento. É fundamental definir regras e dizer às crianças o que se espera delas.

5. Disciplina

Você apenas conseguirá manter os limites através da disciplina. Isso significa ter que manter um controle firme e justo. Muitas vezes, basta falar com autoridade e dar um aviso para dar o recado. Se isso não funcionar, há outras técnicas a serem usadas e nenhuma envolver punição.

6. Avisos

Há dois tipos de avisos. Um dia diga à crianças o que ela deve fazer - quando você avisa da hora do banho ou do almoço. Outro é uma advertência quanto a um mau comportamento, e oferece a ela a chance de se corrigir sem precisar de outra ação disciplinar.

7. Explicações

Uma criança pequena não consegue entender como deve se comportar a menos que você lhe diga como. Mostre e diga o que espera dela. Não argumente e nem dê explicações complicadas - atenha-se ao óbvio. Pergunte se ela entendeu porque foi repreendida para certificar-se de que a mensagem foi captada com êxito.

8. Autocontrole

Mantenha a calma. Você é pai ou mãe e está no comando. Não reaja a um ataque de raiva com uma atitude irada e nem responda a um grito com outro mais alto. Você é o adulto - não deixe que as crianças o enrolem.

9. Responsabilidade

O objetivo da infância é o crescimento. Atribua às crianças pequenas tarefas que lhe permitam fortalecer sua autoconfiança e aprender habilidades necessárias na vida e na sociedade. Envolva seus filhos na vida familiar, mas alimente expectativas razoáveis. Não os coloque em situações envolvendo o risco do fracasso.


10. Relaxamento

Sossego é importante para todos, incluindo você. Deixe seu filho relaxado na hora de ir para a cama com uma história e muitos afagos. Dedique um tempo para você e, dê atenção para seu parceiro e para os outros filhos.

Por Sabrina Passos (MBPress)

Comente