Alunos mais tempo na escola

Mais tempo na escola

Dois projetos de lei, que serão votados na câmara e já foram aprovados no senado, pretendem ampliar o tempo de permanência dos alunos nas escolas brasileiras. A primeira matéria aumenta de 75% para 80% a frequência mínima exigida para aprovação de alunos na educação básica. Já o segundo projeto prevê a ampliação da carga horária mínima anual nos níveis infantil, fundamental e médio de 800 para 960 horas de aula por ano.

A psicopedagoga e presidente da ABPp, Associação Brasileira de Psicopedagogia, Quézia Bombonatto, vê essas ações como muito boas. De acordo com ela, maior tempo na escola é sempre uma coisa boa para as crianças, mas não é só isso que vai fazer com que a qualidade da educação no Brasil melhore. "O professor tem que estar preparado para isso. É necessário ter planejamento para que o tempo a mais seja bem aproveitado".

Ela lembra que em escola particulares de qualidade já tem carga horária maior do que a que atualmente é exigida por lei. A ideia é aproveitar a carga maior e oferecer algo a mais aos alunos, de acordo com a especialista, não adianta repetir o padrão.

"Quando não estão na escola os alunos ficam em casa de forma ociosa. No caso dos alunos de escola publicas muitas vezes eles não tem nem lição de casa para fazer, porque o professor não cobra. Além disso, os pais muitas vezes não têm condição de acompanhar a lição feita pelo filho, seja porque não estão em casa ou porque também não tem instrução". Quézia acredita que estando mais tempo no ambiente escolar a criança fica livre desses problemas. Ela faz mais atividades e tem o professor por perto para ajudar e tirar dúvidas.


Para a psicopedagoga o tempo ‘a mais’ na escola pode ser aproveitado com as próprias matérias básicas fazendo oficinas de leitura, redação ou matemática, por exemplo. Tudo isso vai ajudar o aluno a absorver as informações e conquistar mais conhecimento. "Os professores terão tempo para realizarem atividades interdisciplinares. Isso ajuda o aluno a trazer as matérias para o seu dia a dia o que faz com que o aprendizado tenha sentido e então a criança possa construir melhor o seu conhecimento".

Por Larissa Alvarez

Comente