Adolescência, a fase das grandes mudanças

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Puberdade a fase das grandes mudanças

Foto: FreeDigitalPhotos http://bit.ly/JHVdLe

Entre a infância e a idade adulta está a fase de maiores transformações corporais e emocionais da vida de uma pessoa, a adolescência. No começo dela, entre os 10 e 13 anos, entre as meninas, e os 12 e 14, entre os meninos, fase da puberdade, que ocorrem as transformações mais significativas.

As mudanças são tão rápidas que muitos pais até se surpreendem ao perceberem que seus pequenos já começam a apresentar características físicas de adultos, como pelos nas pernas ou próximo aos genitais, o aparecimento dos sinais das mamas ou as mudanças no timbre da voz.

É justamente durante a puberdade que ocorre o desenvolvimento dos órgãos sexuais, que ficam preparados para a reprodução. Durante a puberdade, os meninos passam pelas seguintes mudanças corporais e biológicas: aparecimento de pêlos pubianos, crescimento do pênis e testículos, engrossamento da voz, crescimento corporal, surgimento do pomo-de-adão e têm a primeira ejaculação.

Entre as meninas, as mudanças mais importantes são: começo da menstruação (a primeira é chamada de menarca), desenvolvimento das glândulas mamárias, aparecimento de pêlos na região pubiana e axilas e crescimento da região da bacia.

Além das mudanças físicas, com os hormônios a mil, o comportamento dos adolescentes também muda, gerando uma grande variação do humor. Agressividade, tristeza, felicidade, agitação, preguiça são comuns entre muitos adolescentes neste período.

Por se tratar de uma fase difícil para os adolescentes, é importante que haja compreensão por parte de pais, professores e outros adultos, até porque eles se tornam bem dramáticos e, constantemente, se sentem como um peixe fora d’água, já que não são mais crianças (e nem querem ser), mas também ainda não são adultos.

Justamente por isso, uma das grandes necessidades dos adolescentes nesta fase é se sentir fazendo parte de um grupo. As amizades são importantes e dão aos adolescentes a sensação de identificação com algo, devido aos interesses e experiências comuns. Neste período, é muito comum deixarem a família um pouco de lado e só quererem saber dos amigos.


O acompanhamento e o diálogo neste período são fundamentais e paciência é a palavra-chave. Em casos de mudanças severas (comportamentais ou biológicas) é importante o acompanhamento de um médico ou psicólogo.

Por Carmem Sanches

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente