Acreditar em Papai Noel. Até quando?

Acreditar em Papai Noel Até quando

Quem tem criança pequena em casa ou na família sabe como é legal ver a carinha de felicidade deles ao falar com o Papai Noel do shopping ou então a empolgação na hora de escrever uma cartinha para o bom velhinho. Além de toda a diversão desta época do ano, saiba que essa fantasia toda é boa para o desenvolvimento da criança. Psicólogos afirmam que fantasiar na infância ajuda para que as crianças se tornem pessoas mais criativas.

O fato é que, mais cedo ou mais tarde, os pequenos precisarão saber a verdade, então surge a dúvida: até quando é saudável estimular a crença em Papai Noel?

A psicóloga Ana Paula Teixeira, que atua em educação infantil há 20 anos, explica que a descoberta da não existência do Papai Noel acaba vindo de acordo com o desenvolvimento da criança, por isso os pais não precisam se preocupar muito com o tempo certo de revelar a verdade.

"Não existe uma idade certa. O desenvolvimento e até a convivência com outras crianças, irmãos mais velhos, por exemplo, pode fazer com que seja antes ou depois. Mas o fato é que os pais exercem um papel muito importante neste momento de transição da fantasia e realidade. O mais importante é que eles deixem as crianças livres para que elas mudem suas crenças naturalmente e descubram, ou para que fiquem prontas para o momento dos pais revelarem a verdade."


Ok, então é importante esperar, mas o que fazer na hora da revelação? "A melhor coisa é que seja feita de forma carinhosa, explicando a situação." Ana Paula conta que é normal a criança ficar decepcionada momentaneamente. "Uma boa coisa para se fazer é valorizar o crescimento do seu filho, falar para a criança que ela está crescendo, que não é mais bebê e por isso está tomando ciência disso."

Por Larissa Alvarez

Comente