A escolha da primeira escola

Ano letivo começando e também nossas dúvidas quanto à seleção da escola de nossos filhos...

José Marcos, meu filho, foi para a ?escolinha? com apenas cinco meses. Não tive como evitar a ida para a creche depois do fim da licença-maternidade.

Para escolher a creche, onde ele ficaria em horário integral, comecei a procurar ainda grávida e a me informar bastante sobre elas. Considero alguns aspectos importantes, tais como: metodologia; experiência dos educadores; espaço físico, limpeza e organização; segurança do local; localização; alimentação.Além disso, conversei com alguns pais que têm filhos nas creches visitadas. Escolas em que fui tratada com indiferença e pressa foram logo descartadas.

Quando meu filho estava com três meses, o levei nas escolas que se enquadravam no padrão de qualidade que eu procurava, citado acima, e o fator decisivo foi o tratamento que tiveram com ele. Considero extremamente importante o preparo dos educadores, e o primeiro contato diz muita coisa sobre eles. Os educadores de uma escola infantil devem gostar de trabalhar com crianças e ter noções de como educar e cuidar delas.

Acredito que cada mãe, pai ou cuidador tenha uma sensibilidade especial para saber qual é a melhor escola para a criança. Analisando cada detalhe, é possível escolher a escola ideal, já que não existe escola perfeita, e sim aquela que atende às necessidades da criança e da família.

A Educação infantil é um momento muito importante na vida de uma criança. Ele continuará a receber estímulos para desenvolver suas habilidades motoras, cognitivas e sensoriais, seu relacionamento com o próximo e suas emoções.


José Marcos agora já frequenta uma escola regular e com os critérios que estabeleci e meu instinto materno, acredito ter feito a melhor escolha.

*Post também publicado no blog Vida de Mãe da Nestlé.

Espero que você consiga encontrar a escola ideal para seu(sua) filho(a)!Abraços,

- Este post também está publicado em Mamães em Rede. -

Comente