Filhos transgênero: crianças que nasceram num corpo diferente

Skylar Kergil e Jazz Jennings passaram pela transformação da identidade de gênero desde a infância
crianças trânsgenero

Jazz Jennings e Skylar Kergil - fotos: reprodução

Ainda existe muita incompreensão a respeito do conceito de transgênero, mas para crianças que nascem com uma identidade de gênero na qual não se identificam, está muito claro.

Imagine um menino nascer em um corpo de menina. O indivíduo não se “encaixa” dentro daquela embalagem e pode sofrer muitas dificuldade ao longo da vida. Embora muitos adultos estranhem esse comportamento, na verdade essa é uma questão tão natural que algumas crianças, desde muito pequenas, têm a convicção exata do que são, independente do corpo que possuem.


Um exemplo disso é Skylar Kergil, um jovem de 23 anos que nasceu num corpo de menina. Ele resolveu documentar sua história em um vídeo no Youtube, narrando sua trajetória desde a compreensão que tinha de ser na verdade um menino – embora tenha nascido menina como Katherine Elizabeth - e sua transformação para um corpo masculino que levou cinco anos de tratamento hormonal e cirúrgico. 

crianças trânsgenero

fotos: reprodução

Através de fotos ele conta sua trajetória por estar num corpo no qual se sentisse confortável. “Ao entrar na puberdade, eu sequer tinha ouvido a palavra 'transgênero', nem mesmo a consciência do que era gênero. Tudo que eu sabia era que tinha passado de um menino alegre, otimista e andrógino para uma pessoa ansiosa, desconfortável com o corpo e que se escondia”, relatou o jovem em artigo para o Huffington Post. Depois da transformação, Skylar costuma falar sobre sua experiência para adolescentes em escolas e universidades pelos os Estados Unidos. Ele diz que encontrou muito apoio após passar a publicar seus relatos na internet.

Outra história muito similar é de Jazz Jennings, uma garota de 14 anos que nasceu no corpo de um menino. Famosa no Youtube por seus relatos pessoais, ela conta suas dificuldades por ser uma criança transgênero. 

"Eu sempre soube quem eu era: uma menina presa no corpo de um menino. No colégio, meus colegas se cumprimentavam com abraços e eu só recebia um 'oi'. Até já fui chamada de 'aquilo'. O meu verdadeiro eu está feliz e cheio de orgulho pelo que sou", afirma.

crianças trânsgenero

fotos: reprodução

A garota fala com tanta naturalidade a respeito de si e tão engajada na luta pelos direitos de jovens transgêneros, que foi convidada a estrelar uma propaganda publicitária da marca Clean & Clear, da Johnson & Johnson.

A empresa, que busca atingir outros públicos, escalou a jovem transgênero para a campanha “See The Real Me” (Veja o Verdadeiro Eu), com a proposta de mostrar a “verdadeira face” de pessoas comuns.

Por Jessica Moraes

Comente

Assuntos relacionados: criança transgênero sexualidade