Dia das Crianças: programe o passeio!

O Dia das Crianças está se aproximando e a data é perfeita para levar os pequenos para passear! O VilaMulher listou passeios com faixa etária para a criançada se divertir!

Foto: iStock/ aydinmutlu

O Dia das Crianças se aproxima e a data é um ótimo pretexto para, finalmente, fazer aquele passeio com o seu filho que você já vem prometendo faz tempo. Caso você não tenha planejado algo para a data, aproveite para passar o tempo com os pequenos, porque, independente do passeio, o que eles mais querem é a presença e atenção dos pais!


Mas, afinal, que tipo de passeio fazer com o seu filho? Bom, depende da faixa etária das crianças. Escolher uma programação apropriada para cada idade é diversão na certa. Por isso, o VilaMulher separou passeios bacanas e lugares diferentes para montar um roteirinho e se divertir com os pequenos no Dia das Crianças e nos dias livres. Vem ver!

0 a 4 anos

Foto: Reprodução/2mm

Nessa idade, o que mais vale é a interação entre os pais e filhos e não o passeio em sí. Então, aproveite para fazer passeios curtos ou até mesmo brincadeiras divertidas em casa. Nossa dica é levar os pequenos para passear ao ar livre, lembrando sempre dos horários em que o sol é benéfico: das 7 às 9 ou entre às 15 e 16 horas.

4 a 7 anos

Foto: Reprodução/criancaria

Nesta fase, a criança já começa a desenvolver gostos e personalidade. Além disso, é um período em que a criança costuma ser agitada, então a nossa dica é levá-los em passeios que tenham atividades físicas junto. Por exemplo: pular corda, elástico, amarelinha, jogar futebol, anda de patins bicicleta etc.

7 a 10

De 7 a 10 anos é a idade perfeita para levar seu filho em passeios educacionais. Confira a programação de zoológicos, planetários, aquários e teatros que abordem temas culturais e educativos.

10 a 13

Foto: Reprodução/vejasp

Com os filhos mais crescidinhos, fica difícil ganhar das tecnologias como celular e video-game, mas tente dar  preferência a passeios externos, como cinema, livraria, exposições temáticas e parques de diversão.

Por Lívia Duarte

Comente