Criança na cozinha: educação alimentar em pauta

Na atribuição de tarefas ao seu filho, tenha em mente que as atividades precisam ser adequadas à idade da criança
crianças na cozinha

Foto - Reprodução

Uma das melhores maneiras de familiarizar as crianças com as boas escolhas alimentares é incentivá-las a cozinhar com os pais. Ao deixar a criança se envolver em todo o processo, desde o planejamento dos menus até fazer a compra dos ingredientes para a preparação culinária, os pequenos começam a entender como é importante selecionar alimentos mais nutritivos e como é válido adotar os conceitos de educação alimentar, reaproveitamento alimentar e uso integral dos alimentos, como no caso de preparar tortas com talos, sopas com cascas, entre outros.

Ao planejar as refeições com seu filho, tente incluir itens de importantes grupos de alimentos, deixando bem claro que, sempre que possível, ele deve optar por ingerir alimentos de baixo teor de gordura; priorizar o consumo de peixes e carne branca, em vez de carne vermelha, ou preferir queijos com baixo teor de gordura às diversas variedades de queijos mais gordurosos e que acabam comprometendo a saúde ao longo prazo.

Na atribuição de tarefas ao seu filho, tenha em mente que as atividades precisam ser adequadas à idade da criança. Por exemplo, não é recomendável dar a uma criança de seis anos uma faca amolada para cortar carne; ou pedir a uma criança ainda muito pequena para retirar algum alimento do forno quente, onde ela correria o risco de se queimar.

Aqui estão algumas outras orientações para manter em mente ao orientar os pequenos “chefs”:

- Certifique-se de que a criança estará acompanhada de um adulto na cozinha em todos os momentos;

- Na hora de cortar os vegetais, por exemplo, mostre à criança como ela deve deixar a parte cortante da faca longe para evitar acidentes;

- Explique como ela deveria pesar os ingredientes;

- Use as bocas da parte de trás do fogão. Certifique-se que cabos de panelas estão viradas para dentro para que as crianças não possam bater neles acidentalmente;

- Ao pegar panelas e travessas quentes, use uma luva especial de proteção, e mostre à criança que este é o procedimento correto ao lidar com panelas e vasilhas quentes;

- Instrue seu filho, informando a ele que o forno e o fogão devem ser desligados assim que tiver terminado de cozinhar

Vale destacar que em seus primeiros esforços para ajudar na cozinha, o ideal é deixar a criança indicar as receitas que ela e outros membros da família já experimentaram no passado, de modo que ela poderá ver o que está envolvido na sua preparação.

Por Renata Branco

Comente