2ª dose da vacina contra o HPV atinge menos da metade do público-alvo

HPVvacina

Foto - Shutterstock

O HPV é um vírus contagioso sexualmente transmissível (DST) causado pelo Papilomavírus humano. A infecção pelo HPV pode evoluir para câncer do colo do útero, quarta causa de morte por câncer no país.

Para prevenir a contração de HPV depois da primeira vacina, é fundamental que as adolescentes compareçam aos postos de saúde para tomarem a segunda dose. Um balanço da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo aponta que a cobertura da segunda dose da vacinação contra o HPV está acima do percentual nacional, mas ainda não atingiu nem metade do público-alvo do Estado.

Desde 1º de setembro foram imunizadas 417,3 mil adolescentes, o que representa cobertura proporcional de 43,75% do grupo no Estado. No país, o índice é de 31,54%.

A vacina é destinada às adolescentes com 11, 12 e 13 anos de idade. Para que a proteção seja completa e efetiva, são necessárias três doses.

É importante reforçar que a vacina tem eficácia superior a 95%, e é distribuída gratuitamente em qualquer posto de vacinação. Ao todo há 4,7 mil postos de vacinação no Estado, com horário de funcionamento entre 8h e 17h.


Por Vila Mulher

Comente

Assuntos relacionados: hpv dst