Yoga para mães e bebês

Yoga Baby

Foto - Centro Yoga Integral

A vida da mulher é cheia de transformações. Ela cresce, seu corpo se modifica, torna-se mulher, namora, casa e aí vem os filhos, e mais uma vez o corpo se transforma para carregar durante nove meses aquele tão esperado bebê.

Após o nascimento sobra muito pouco tempo para a mulher cuidar do corpo. Entre as mamadas e trocas de fralda, o corpo fica cansado e a mulher muitas vezes fica desmotivada em se cuidar.

Nada melhor do que a “Yoga Baby” para dar a oportunidade à mulher se restabelecer, adquirir força, flexibilidade e aproveitar a companhia do seu bebê.

A prática pode ser iniciada quando o bebê completa 2 meses e a mãe já está liberada para a prática de atividades físicas leves, podendo seguir até o bebê começar a engatinhar. Nessa fase o bebê já poderá fazer aulas individuais.

O trabalho é voltado para o fortalecimento da musculatura do corpo todo, com atenção especial para as pernas, músculos da região das costas, abdômen, região inferior da pélvis (baixo ventre) e aliviar tensões de pescoço, ombros e costas.

A aula tem como objetivo principal desenvolver uma boa postura corporal, aliviar dores nas costas por levantar, amamentar e carregar o bebê no colo. Como trabalha muito com a respiração, a yoga ajuda a lidar com as emoções e também lidar melhor com essa nova fase de vida.

Com o bebê durante a aula de yoga, você vai realizar posições segurando-o (a) ou tendo-o (a) próximo a você. Irá realizar posições preparatórias para os asanas (posições da yoga), que auxiliam no desenvolvimento normal da criança, aliviam prisões de ventre, fortalecem a musculatura, ao mesmo tempo em que divertem e relaxam.

O relaxamento ou yoganidra é o momento de assimilar os efeitos de toda a aula e mais uma oportunidade da mamãe e do bebê de criarem laços de amor e conexão.

A prática regular de yoga após o parto pode trazer muitos benefícios e vantagens e irá especialmente:

- melhorar a postura;

- aumentar resistência, força e sensação de bem-estar;

- reduzir tensões e desconfortos da coluna;

- desenvolver força e estabilidade dos músculos (incluindo os abdominais);

- reduzir ansiedade e stress;

- contato e troca de experiências com outras mães e bebês.

Por Vanessa Salvador Marietto

Consultora de Fitness

CREF 020396-G/SP

Comente

Assuntos relacionados: filhos bebês yoga nascimento ansiedade