Qual é a melhor forma de segurar o bebê?

É muito comum ouvir mães reclamando de dores nas costas, devido ao tempo em que ficam com seus bebês no colo. O que elas muitas vezes não sabem é que o desenvolvimento da criança também pode sofrer complicações dependendo da forma como ela fica posicionada nos braços. Por estarem em fase de desenvolvimento, podem predispor algumas lesões ou dificultar o adequado desenvolvimento músculo-esquelético.

Devido à grande flexibilidade da coluna dos recém-nascidos, movimentos como sacudir ou chacoalhar podem causar sérias lesões, segundo o Dr. Miguel Akkari, chefe do grupo de Ortopedia Pediátrica e professor da faculdade de Medicina da Santa Casa de São Paulo.

"Nessa faixa etária, a melhor maneira de carregar o bebê é em carrinhos e bebê conforto, mantendo-se a cabeça sempre apoiada, pois as crianças antes dos 6º mês de vida não têm capacidade para sustentar ativamente sua cabeça", explica Dr. Miguel.

O pescoço e a cabeça são pontos mais vulneráveis, e por isso, é importante procurar mantê-los bem protegidos. Uma forma de proteger o bebê é mantê-lo na posição vertical, com a cabela sustentada por uma das mãos. "Atualmente muitas mães tem utilizado o sling, existem inúmeras maneiras de utilizá-lo podendo ser aplicado inclusive no transporte de crianças com maior idade."


Outro ponto importante que devemos lembrar são os problemas relacionados ao quadril das crianças, explica Dr. Miguel. Em algumas culturas o hábito de enrolar o recém-nascido "como um charutinho", mantendo as pernas esticadas, era relacionado com uma maior incidência de luxação do quadril. Sabe-se hoje que são vários os fatores que predispõem a isso, mas não vale à pena correr o risco certo?

Por Carmem Sanches

Comente