Primeira dentição - como evitar o desconforto dos bebês

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Primeira dentição  como evitar o desconforto dos b

Entre as várias dúvidas que muitas mães têm em relação à saúde dos bebês, algumas giram em torno da higiene bucal, principalmente quando os dentinhos começam a nascer e deixam os pequenos irritados.

"O nascimento dos primeiros dentes é uma ocorrência natural que normalmente não provoca dor, nem sangramento, mas sem dúvida nenhuma trata-se de um momento intenso, tanto para a mãe como para o próprio bebê - um período, muitas vezes, caracterizado pela irritabilidade da criança", afirma Dra. Vivian Farfel (CRO-SP 59.111), especialista em Odontopediatria, Ortodontia e Ortopedia Facial pela Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo (USP).

Conforme a especialista, os dentinhos começam a nascer por volta de seis meses de idade. "Os incisivos centrais inferiores são os primeiros dentes a aparecerem na boca". Um atraso, em torno de seis meses, pode ser considerado normal. Vivan alerta que são raros os casos nos quais os dentes de leite nascem antes do prazo médio, por volta de dois a três meses de idade, ou imediatamente após o nascimento. Nessas situações, é indicado procurar o odontopediatra para uma avaliação. Na maioria das vezes, a dentição se completa por volta dos dois ou três anos de idade.

Para ajudar pais e filhos passarem por essa fase sem traumas, a dentista dá algumas dicas:

Como devem ser os cuidados com a higiene bucal do bebê antes da erupção dos primeiros dentes?

Os cuidados com a higiene bucal devem começar a partir do nascimento do bebê. No recém-nascido, a limpeza deve ser feita com uma gaze ou fralda umedecida em água filtrada ou fervida para remover os resíduos de leite. Com o nascimento do primeiro dente, a fralda deve ser substituída por uma escova macia de cabeça pequena, adequada a faixa etária da criança. A mãe deve escovar os dentes existentes com uma pequena quantidade (semelhante a um grão de ervilha) de creme dental sem flúor. O flúor é um medicamento e quando ingerido pode causar a fluorose, que se manifesta através de manchas nos dentes permanentes em formação.

Quais os sintomas que o bebê pode sentir durante a erupção dos primeiros dentes e por quê?

O bebê pode ter alguns sintomas como aumento de salivação devido à maturação das glândulas salivares e a dificuldade que ele tem de engolir a saliva produzida; diarréia, em conseqüência do distúrbio gastrointestinal causado pela contaminação por meio de objetos levados à boca e pela sucção dos dedos, principalmente em condições de higiene inadequada; febre baixa e passageira, provocada por substâncias que regulam a temperatura corpórea, liberadas durante o irrompimento da gengiva; gengivas inchadas e irritação local provocada pela presença de dentes. O bebê também pode ficar agitado e irritadiço, podendo até perder o apetite e o sono habitual.

Existe alguma maneira de ajudar a erupção dos primeiros dentes?

Para aliviar o desconforto, os pais devem oferecer ao bebê alimentos mais duros, como pedaços de cenoura ou talos de vegetais crus que ajudam na erupção dos dentes. Alimentos ou bebidas quentes que aumentam a sensação de irritação devem ser evitados. Outra maneira de aliviar o desconforto do bebê é massagear suavemente a gengiva. Para isso, envolva o dedo com uma gaze umedecida em água filtrada ou soro fisiológico, e faça movimentos suaves sobre a região. Os pais também podem oferecer, ao bebê, mordedores de silicone, que contém um gel no seu interior e que devem ser mantidos na porta da geladeira. A temperatura baixa promove um efeito levemente anestésico e alivia a irritação da gengiva. Se, eventualmente a irritação for muito grande, deve-se consultar um odontopediatra para outras instruções. Nunca se deve aplicar algum tipo de pomada por conta própria, porque os sintomas causados pelo nascimento dos primeiros dentes são naturais e não há necessidade de medicação.

Quais objetos são melhores para aliviar o desconforto ou a coceira - os confeccionados com silicone ou com látex? Como higienizar esses objetos?

O silicone é o material ideal, por ser mais higiênico que o látex e menos sujeito ao mofo. Para evitar a infecção pelos fungos e bactérias, o ideal é que os mordedores de silicone escolhidos tenham as bordas livres de saliências. A higienização deve ser feita com uma escova de cerdas macias, água quente e sabão neutro, e enxaguar bem para não deixar nenhum resíduo sobre sua superfície. Antes de cada uso é necessário esterilizá-los com água fervente em uma panela apropriada, na qual os mordedores devem ficar totalmente submersos durante a fervura, que não deve ultrapassar cinco minutos, a fim de ser evitar que os mordedores fiquem pegajosos, porosos e, até mesmo, deteriorados. Outra opção é a esterilização a vapor, no forno de micro-ondas, que faz com que as elevadas temperaturas eliminem as bactérias.


Em caso de mordedores de borracha, a fervura durante a esterilização pode danificar o látex, alterando seu formato e consistência. Por essa razão, a troca dos mordedores confeccionados com este material deve ocorrer com freqüência maior.

Por Juliana Lopes

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente