Pós-parto: cursos ajudam a enfrentar os desafios de ser mãe

cursos ajudam a enfrentar os desafios de ser mãe

Foto - Carla Raiter

O momento em que uma mulher se torna mãe é fantástico. Principalmente quando recebe nos braços aquele bebê gordinho, lindo e fofo. Talvez por conta do encanto com o filho, as mães se vejam em uma situação cada vez mais complicada para voltar à realidade, no pós-parto. É preciso um empurrãozinho para retomar suas vidas de mulheres, profissionais e esposas.

Acredita que existe gente que se empenha em fazer a mediação entre a nova mamãe com a mulher de antes, harmonizando as duas no mesmo corpo e mente? É o caso da coach Anna Márcia Gallafrio , de 32 anos, que ministra workshops para mulheres trabalharem melhor o modo como veem suas imagens.

Segundo Anna, a mudança de prioridades é o grande acontecimento de se tornar mamãe: "A mulher passa por um processo de reavaliação de prioridades e essa é uma mudança drástica na organização da vida. Quem acaba de ingressar na maternidade percebe que ser mãe é dar lugar ao outro, doar-se, perder o controle das coisas. Isso é muito intenso e acontece em diferentes níveis na vida da mulher que se torna mãe", explica.

cursos ajudam a enfrentar os desafios de ser mãe

Foto - Carla Raiter.

Hormônios em cena (e fazendo cena!)

Os incômodos emocionais após o nascimento do bebê não se restringem apenas à famosa depressão pós-parto e são até mesmo esperados, considerando as voltas que os hormônios dão. Se esse é o seu caso, procure ajuda profissional em grupos de mamães que acabaram de ter filhos ou de apoio à amamentação. Até opções online são viáveis e possíveis.

"É muito importante buscar a mentalidade zen, porque a paz está dentro de cada uma, não fora. Mas a criatividade é um ótimo recurso para superar dificuldades. Momentos de relaxamento e contemplação são fundamentais, aproveitando que a vida parece estar em pausa. Desconecte-se dos aparelhos de celular e tabletes para ficar apenas com o bebê", indica a coach.

Outra consultora para mamães recentes é Mila Codato , que ajuda a mulher a recuperar sua autoestima e autoimagem. "Costumo olhar junto com as mulheres todo seu guarda-roupa e selecionamos as peças que ela já tem e podem acompanhar a barriga e o ganho de peso na gestação. Depois fazemos uma lista de compras focando somente no que falta para fazermos o guarda-roupa render", conta.

Qual o papel dos papais?

Parte muito importante na dinâmica da casa, eles podem ser uma grande ajuda para que as mulheres se restabeleçam após o parto. "Quanto mais compreensivo e participativo for, mais chances dos laços serem fortalecidos. Afinal, ao sentir-se acolhida e compreendida, a mulher consegue reconhecer seus desafios e buscar ajuda, se necessário", esclarece Mila.

Seja dividindo as tarefas da casa, saindo com o bebê quando possível (deixando a mulher dormir um pouquinho mais) ou se encarregando algumas vezes pelo jantar, os maridos servem de alívio no meio de uma rotina toda virada do avesso pela chegada do filhote.

O que não falta nesse momento de felicidade, é amor. Use esse carinho enorme que permeia a família para que todos trabalhem pelo bem comum, superando as dificuldades juntos e curtindo o mais novo membro da família. Não há mulher que não se sinta bem com um ambiente assim.

Alguns cursos bacanas:

Barriguitas - FlorianópolisVida Pora - CampinasAnna Gallafrio - São PauloONG - Amigas do Parto - Diversos estadosPosso Amamentar - Rio de Janeiro - Está com inscrições abertas agora em abril

Juliany Bernardo (MBPress)

Comente

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?