Perfis de bebê em redes sociais

Cresce o número de mães que criam perfis de bebês nas redes sociais
bebês redes sociais

foto: Shutterstock

Uma pesquisa realizada nos Estados Unidos revelou que 40% das mães entre 18 e 34 anos criam perfis em redes sociais para filhos com menos de 1 ano  O levantamento foi feito pela Gerber, com cerca de 1000 mães com filhos de até 2 anos.

É natural querer compartilhar com amigos e familiares as gracinhas e os progressos do  filho pequeno. Mas algumas situações que podem ser consideradas engraçadinhas podem se tornar mais motivo de constrangimento para o filho quando ele crescer.

Além disso, os pais tiram o direito de escolha da criança, além de deixar uma herança de exposição digital. Isso sem falar na segurança. Sem os devidos cuidados de privacidade, não é possível ter um controle de quem irá replicar as informações pessoais e quem terá acesso ao que os pais publicam. Informações referentes ao lugar onde você mora, à escola onde seu filho estuda e até à própria composição familiar podem servir como subsídio para sequestros, cyberbulling e até pedofilia. 

Por isso os pais devem se perguntar: será que no futuro o meu filho vai gostar de ver sua vida exposta na internet? Além de impactar na própria formação dela, criar um perfil em nome de uma criança pequena interfere questões legais. A maioria das redes só permite usuários maiores de 13 anos de idade. 


Comente

Assuntos relacionados: bebês redes sociais