Pais de Sofia recorrem à justiça e pedem prisão de ministro

sofiacampanha

Foto - Divulgação/Campanha Ajude a Sofia

Os pais da pequena Sofia lutam pela vida da filha, de apenas cinco meses, na justiça. A família entrou com uma liminar pedindo a prisão do ministro da Saúde, Arthur Chioro, devido ao descumprimento de uma decisão do TRF (Tribunal Regional Federal).

Tal decisão consistia na autorização de transferência imediata da menina para os Estados Unidos para a realização do transplante multivisceral, cirurgia ainda em fase de teste aqui no Brasil.

Segundo o advogado da família, Miguel Navarro, a liminar pede além do bloqueio de R$ 2,4 milhões das contas da União, dinheiro que seria usado para o pagamento do procedimento, e ainda que o Ministério Público processe o ministro por prevaricação.

No último dia 28 de maio, o desembargador Mário Moraes, do TRF, determinou que a União providenciasse a remoção de Sofia para o Jackson Memorial Medical de Miami, nos Estados Unidos, porém o prazo dado para a transferência venceu em 13 de junho, mas a União recorreu e a criança não foi transferida.

Sofia sofre da síndrome de Berdon, uma doença rara que afeta órgãos como intestino, bexiga e estômago. De acordo com o último boletim do Hospital Samaritano, de Sorocaba (SP), o estado da menina se agravou. A pequena está com infecção urinária e pode sofrer novas complicações se o procedimento não for realizado às pressas.


Por Kelly Jamal

Comente