Mateus Solano dá dicas sobre o berço cegonha

Mateus Solano dá dicas sobre o berço cegonha

Mateus Solano. Foto Marcio Nunes/Divulgação TV Globo

Nos primeiros meses de vida, é normal que o bebê fique acomodado no quarto dos pais, seja em um carrinho, moisés ou no tradicional berço horizontal. E agora há no mercado um novo tipo de acomodação que recria movimentos verticais, similares ao andar da mãe, acalmando o bebê. É o berço vertical ou berço cegonha.

"Após o parto, o bebê inicia um difícil processo de adaptação ao novo mundo e o bercinho cegonha oferece aos recém-nascidos uma transição mais suave", explica Custódio Sapin, responsável pelo Departamento Comercial da Sapin Design, fabricante do berço.

Quem já usou o berço e recomendou foi o ator Mateus Solano. Ele deu um depoimento para o programa "Mãe & Companhia", do canal pago GNT, e comentou que usou o equipamento para acomodar a filha Flora no quarto dele e da esposa Paula até o terceiro mês de vida. Um das vantagens enumeradas pelo ator diz respeito à posição do berço, que deixa a cabeça do bebê mais alta do que o restante do corpo, reduzindo bastante o risco de refluxo.

Custódio afirma que o berço cegonha não substitui o tradicional já que foi projetado para ser instalado, inicialmente, no quarto dos pais. "A partir do terceiro mês, o bebê já poderá ir para seu próprio quarto que deve possuir não um berço, mas um futton ou um colchão no chão, livre de qualquer objeto ou meio que possa representar perigo à sua segurança", defende.

O berço vertical possui três níveis de inclinação antirrefluxo, colchão de bolinhas de isopor com micro pérolas antissufocante, iluminação azul calmante, visor lateral e design moderno. As partes metálicas são em ferro reforçado com pintura eletrostática (curada a 600ºC) e aço inoxidável. E os tecidos de contato com o bebê - estrutura do bercinho e lençol de cobrir o colchão - são 100% algodão.


A instalação é simples (semelhante a um girovisão para TVs) e a atenção deverá estar focada na qualidade da construção. A capacidade de peso do berço é superior a 10 quilos, o que corresponderia a uma criança de um ano de idade. "Porém, conforme já mencionado, o berço deve ser utilizado até o terceiro mês de vida. A partir daí, o ideal é que os pais descontinuem, gradativamente, o costume do balanço, tornando o bebê independente para o ato de dormir", comenta Custódio.

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente

Assuntos relacionados: bebês berço cegonha

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?