Mãe descobre câncer de mama após sinal na amamentação

Após cinco meses mamando sem problemas, o bebê de Sarah Boyles começou a recusar o seu seio direito
amementação câncer de mama

Foto: Reprodução/DailyMail

Que a amamentação é vida todas nós já sabemos. Ela é essencial para a alimentação adequada e balanceada do bebê, imprescindível para uma vida saudável. Mas você sabia que amamentar também pode salvar a vida da MÃE? Foi exatamente isso que aconteceu com a mãe do pequeno Teddy em fevereiro de 2016.

Sarah Boyles, a mamâe de 26 anos, deu à luz ao seu filho e logo sentiu que havia uma diferença entre seu seio esquerdo e o direito. Ela buscou ajuda médica. Foi diagnosticado que Sarah tinha um cisto benigno no seio direito, mas que não era nada com que se preocupar, eles acreditavam que não fosse câncer de mama.


Porém, um mês depois, Teddy, que até então mamava super bem, não quis mais mamar no seio direito de Sarah. “Sempre que eu tentava oferecer o peito direito, meu bebê ficava super assustado. Ele gritava, chorava e se recusava a mamar”, contou Sarah em entrevista ao jornal britânico DailyMail.

A descoberta do câncer de mama

Três meses depois, Teddy continuou recusando o peito direito, então Sarah decidiu buscar ajuda médica novamente. “Senti como se meu bebê estivesse tentando me dizer alguma coisa”, disse Sarah.

Em novembro do ano passado, Sarah fez mais exames e então os médicos descobriram que o cisto que até então era benigno, havia se tornado um câncer de mama. “Quando recebi o diagnóstico, parecia que minha cabeça ia explodir. Jamais pensei que teria câncer de mama tão jovem, mas a equipe do hospital tem sido ótima comigo.  Após o susto do diagnóstico, senti muito orgulho do meu bebê por ter trazido minha atenção a este problema. O câncer estava se desenvolvendo há três meses no meu peito direito, ou seja, o câncer começou a se desenvolver exatamente quando meu bebê começou a se recusar a mamar”, afirma Sarah.

Agora, Sarah teve que parar de amamentar para realizar a quimioterapia e em breve terá que passar por uma mastectomia, remoção total da mama, e então pela reconstrução de sua mama.

Mas, ela se sente eternamente grata ao seu bebê e a amamentação. “Minha consultora em amamentação sempre dizia que amamentar ajudava muito a fortalecer o vínculo entre a mãe e o bebê. Mas no meu caso fez muito mais do que isso, amamentar salvou minha vida. Meu bebê é meu herói, se não fosse por ele, eu jamais suspeitaria do câncer. Meu bebê obviamente percebeu que o leite do meu seio direito estava com um gosto diferente e então o rejeitou”, conta Sarah.

Agora, Sarah quer que outras mulheres fiquem atentas aos seus seios. “Se você sentir um caroço no seu seio, busque ajuda médica, é muito importante diagnosticar um câncer o quanto antes”, conclui Sarah.

Impressionante, não? E você, ouve os recados do seu bebê?

Veja também como fazer o autoexame!

Comente