Gêmeas sobrevivem após gravidez com cordões umbilicais embaraçados

As garotinhas são melhores amigas devido ao vínculo do nascimento. A condição rara afeta um a cada cem par de gêmeos
gêmeas cordão umbilical embaraçado

Foto - Reprodução/Facebook

Ser mãe de gêmeos é uma experiência maravilhosa. Para muitas mulheres grávidas, a chegada dos bebês significa bênçãos e amor em dobro. E foi assim, como um milagre, que as filhas da australiana Kate Lucas nasceram.


As garotas Harper e Cleo sobreviveram a uma rara condição já dentro do ventre da mãe: cordões umbilicais embaraçados. A mãe orgulhosa compartilhou a foto em sua página do Facebook.

gêmeas cordão umbilical embaraçado

Foto - Reprodução/Facebook

De acordo com o jornal The Mirror, os próprios médicos duvidaram que as pequenas pudessem sobreviver à gestação, já que o problema afeta um par a cada cem de gêmeos.

Os cordões embaraçados geralmente crescem agarrados à medida que os fetos se desenvolvem, o que pode comprometer o abastecimento de oxigênio para eles. No caso das irmãs, a gravidez foi um grande sucesso! Elas nasceram prematuras, de 32 semanas respectivamente, com 1,9kg e 1,5kg. 

Hoje, com 8 anos de idade elas são melhores amigas."Quando esse tipo de gêmeos sobrevivem eles se tornam muito próximos por causa do contato físico desde a concepção", comentou a australiana no site Miracle Babies Foundation.

gêmeas cordão umbilical embaraçado

Foto - Reprodução/Miracle Babies Foundation

Ainda segundo a mãe, existem outras fotos incríveis das garotas. "Algumas das imagens no ultrassom são incríveis. Dois pequenos corpos agarrados em um abraço apertado. Dois rostos olhando nos olhos um do outro. Mal podíamos esperar que as nossas meninas dividissem esse laço", contou.

Elas não são uma gracinha?

Por Thamirys Teixeira

Comente